Reitor assina o primeiro pedido de patente em nome da UECE

13 de Maio de 2010

O Reitor da Universidade Estadual do Ceará, professor Assis Araripe assinou no último dia 11, no Campus do Itaperi, o primeiro depósito de pedido de patente em nome da Uece. Trata-se do “Processo de produção, uso e composição fungicida”. A invenção foi desenvolvida no Laboratório de Bioquímica Humana do Centro de Ciências da Saúde da Uece, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e refere-se a novos derivados obtidos a partir de compostos presentes no Líquido da Casca da Castanha de Caju (LCC); processos para preparar tais compostos e a utilização em produtos agroquímicos, especialmente em fungicidas.

 

A pesquisa partiu do projeto de doutorado da pesquisadora Joana d’Arc Pereira Dantas, foi coordenada pelos professores Carlúcio Roberto Alves e Maria Izabel Florindo Guedes, com colaboração da professora Lia Magalhães de Almeida, do aluno de iniciação científica de Química, Rômulo Aldo de Oliveira Castro e do pesquisador da Embrapa, professor Francisco das Chagas de Oliveira Freire. Todos nominados como inventores do presente pedido de depósito de patente. Em reunião, a professora Izabel Guedes destacou a importância da pesquisa sobre fungicidas para a economia do Estado e até mesmo para o Brasil, e anunciou que pretende fazer outros pedidos de patente em breve.

 

O depósito de pedido de patente foi assinado em uma reunião solene com os coordenadores da pesquisa, do chefe de gabinete e pró-reitor de Planejamento da Uece, Professor Vladimir Spinelli, da Coordenadora do Núcleo de Inovação Tecnológica da Uece, Aloma Pessoa e do Coordenador Técnico da Redenit-CE e responsável pela propriedade intelectual da Uece, Luiz Eduardo Tavares. A coordenadora do NIT, Aloma Pessoa ressaltou que este momento é um marco importante para a Universidade, que através do NIT está buscando proteger e transferir o conhecimento produzido na Uece para o mercado. O NIT é ligado à Pró-Reitoria de Planejamento da Uece e é responsável pela gestão da propriedade intelectual da Universidade e pela transferência de tecnologias advindas de atividades institucionais, entre outras atividades afins.

 

O reitor Assis Araripe enfatizou a importância do NIT na Uece e a sua função de incentivar a cultura da inovação e da proteção do conhecimento na Universidade. Além disso, destacou que o Núcleo está disponível para todo o Estado e não apenas para a Uece. O reitor encerrou a reunião agradecendo o esforço de todos, afirmando: “São esforços como esse que permitem o avanço da Universidade”.

 

13.05.2010

 

Assessoria de Imprensa da UECE

Fátima Serpa (mfserpa@uece.br/ 3101.9605)