Saneamento em foco

27 de Maio de 2010

Quando se pretende alcançar níveis mais elevados na prestação de serviços para a população em situação de pobreza, faz-se necessário observar quatro áreas: mapeamento, indicadores, incentivos e melhores práticas de serviços. Isso de acordo com os “Objetivos do Milênio” adotados em 2000 pela Organização das Nações Unidas (ONU). Em conformidade com o estabelecido, o  Instituto de Educação para a Água –   UNESCO-IHE, sediado em Delft, na Holanda, vem desenvolvendo o projeto de pesquisa PROBE – Benchmarking Pro-poor. and Sanitation Services Provision.   A  realização do citado projeto tem participação multi-institucional, inclusive de  agências reguladoras do Brasil.

A partir desta quinta-feira, 27 de maio, até o dia dois de junho, quarta-feira, será realizado Workshop em São Paulo com a participação de integrantes do UNESCO-IHE.  A   Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará – Arce,  marcará presença por intermédio do analista de regulação Geraldo Basílio Sobrinho, da Coordenadoria de Saneamento Básico  que, no momento, cursa mestrado na área de Saneamento Ambiental na UFC – Universidade Federal do Ceará. Na oportunidade, o analista apresentará o trabalho “Acesso da Baixa Renda aos Serviços de Saneamento Básico”. Do encontro, também participará o professor André Bezerra, da UFC, que é  orientador da pesquisa que está sendo desenvolvida por Geraldo Basílio.

Segundo o professor Tadeu Fabrício Malheiros, da Escola de Engenharia de São Carlos, da Universidade de São Paulo, local onde será realizado o Workshop, “essa participação é um passo para futura parceria com a Arce”. Na programação do evento constam, entre outros importantes itens,  visita a duas favelas: Paraisópolis e Cruzeiro do Sul.

27.05.2010
Assessoria de Imprensa da ARCE
Angélica Martins (angelica.martins@arce.ce.gov.br / (85) 3101-1020)