Fortaleza sedia V Reunião do Fórum Brasil-Coreia

2 de setembro de 2010

O Brasil sedia pela terceira vez o Fórum Brasil-Coreia do Sul. O encontro deste ano, o quinto realizado entre os dois países, começa nesta quinta-feira (2) e segue até dia 03 de setembro, em Fortaleza, e reúne na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) 100 representantes dos dois países. Pela primeira vez a reunião acontece fora do eixo Sudeste-Distrito Federal, o que ressalta a importância das ações conjuntas do Governo Federal, através do Ministério das Relações Exteriores, e do Governo do Ceará, através da Agência de Desenvolvimento do Estado (Adece), na abertura de um canal com potenciais investidores internacionais. Ao todo, 24 empresários, pesquisadores e membros do governo sul-coreano estarão na capital cearense analisando as perspectivas das relações bilaterais.

 

O embaixador José Jerônimo Moscardo de Souza, presidente da Fundação Alexandre de Gusmão (Funag), instituição vinculada ao Ministério das Relações Exteriores e encarregada de promover a pesquisa e a cooperação na área das relações internacionais,    estará à frente da comitiva de representantes do governo brasileiro. Por questão de segurança dos convidados, o Itamaraty determinou que o evento será fechado ao público em geral, sendo o acesso permitido somente à convidados previamente credenciados.

 

A agenda oficial do encontro prevê sessões em que serão discutidas a situação de Brasil e Coreia no cenário internacional, a situação atual e perspectivas das relações bilaterais, mudanças climáticas, segurança marítima, cooperação em ciência, tecnologia e inovação, cooperação aeroespacial, cooperação em agricultura e acadêmica, intercâmbio acadêmico nas áreas de doutorado e pós-doutorado.

 

Na pauta do segundo dia estão previstos os seguintes assuntos: projeto do trem de alta velocidade, oportunidades de investimentos em biomassa, energia eólica e “smart grid” (redes inteligentes) que facilitariam a transição da matriz energética para fontes renováveis, unindo tecnologias como uso de supercondutividade, preços flexíveis e arquitetura plug-n-play (plugue e use), e oportunidades de investimentos em energia solar. Há ainda proposta de cooperação sobre pesquisa de semicondutores. Os sul-coreanos farão uma apresentação sobre o “Eximbank” coreano, comércio bilateral e cooperação econômica (incluindo o diálogo do Mercosul com a Coreia) e projetos trilaterais na África sobre produção de etanol.

 

O Fórum

 

O Fórum foi criado pelos presidentes do Brasil e da Coreia, durante a visita do presidente Luís Inácio Lula da Silva a Seul, em maio de 2005. A Declaração Conjunta emitida naquela ocasião atribuiu aos seus participantes a função de examinar as relações bilaterais, explorar novas oportunidades e propor medidas para aprofundar a cooperação entre os dois países.

 

O ” Fórum Brasil-Coreia” é uma espécie de “Grupo dos Sábios” encarregado de formular sugestões sobre o futuro das relações entre os dois países. Durante o encontro, foi acordado que o Fórum Brasil-Coreia se reunirá alternadamente em cada país, com o objetivo de preparar sugestões aos dois Chefes de Governo. A princípio, os encontros ocorreriam até 2009, quando Brasil e Coreia celebraram o 50º aniversário do estabelecimento de suas relações bilaterais. Mas o encontro cresceu e, hoje, busca estreitar as relações comerciais, tecnológicas e acadêmicas entre os dois países.

 

Na visita do presidente Lula a Seul, em 2005, foram citados quatro setores prioritários para a cooperação em ciência e tecnologia: biotecnologia, energia de biomassa e nanotecnologia, energia nuclear para fins pacíficos e tecnologia aeroespacial.

 

O primeiro Fórum Brasil-Coreia teve lugar em Brasília, nos dias 13 e 14 de dezembro de 2005. O segundo realizou-se, em Seul, nos dias 27 e 28 de setembro de 2006, enquanto o terceiro ocorreu no Rio de Janeiro, em 2007, e o último na cidade de Gyeongju, no ano passado. Na IV Reunião, que coincidiu com o cinquentenário das relações diplomáticas entre Brasil e Coreia do Sul, foi elaborado um documento que enfocaria estratégias de longo prazo e ações visando à melhoria das relações entre os dois países.

 

Imprensa

 

Por questões de segurança e por não se tratar de um evento de negócios, mas de transferência de conhecimento e reconhecimento das potencialidades dos dois Países, a V Reunião do Fórum Brasil-Coréia será reservada somente a convidados. A Imprensa, no entanto, terá acesso ao auditório durante a abertura do evento, que acontecerá nesta quinta-feira (02/03), às 09h30, no Auditório Luiz Estevez (5º andar), na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). Uma coletiva está agendada para ocorrer às 18h, ao fim das atividades do primeiro dia. Um press kit será distribuído durante a abertura.

 

Serviço

 

V Fórum Brasil-Coreia / V Meeting Forum Brazil – Korea
Local: Federação das Indústrias do Ceará (Fiev) – av. Barão de Studart, 1980.
Dias: 02 e 03/09/2010
Horário: 09h30 – Abertura (Auditório Luiz Esteves – 5º andar)

 

01.09.2010

 

Assessoria de Imprensa da Adece:

Rebecca Fontes (rebeccafontes@adece.ce.gov.br – 85 3244.7972)