Iluminação azul em monumentos vai marcar o Dia Mundial do Diabetes

8 de novembro de 2010

Depois do rosa, o azul. Para marcar o Dia Mundial do Diabetes, em 14 de novembro, monumentos como a Coluna da Hora, na Praça do Ferreira, a Estátua de Iracema, na Lagoa de Messejana, a Praça Portugal, as sedes da Secretaria da Saúde do Estado e do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH) serão iluminados em azul. No Ceará, o período oficial de atividades do Dia Mundial do Diabetes será de 9 a 24 de novembro. A abertura da programação acontecerá às 9 horas da terça-feira, 9 de novembro, no CIDH, Rua Silva Paulet, 2409, Dionísio Torres. Como foi divulgado na campanha de 2009, o tema do Dia Mundial do Diabetes para o período de 2009-2013 é “Diabetes: Educar para Prevenir”. O objetivo é chamar a atenção de quem está envolvido direta ou indiretamente nos cuidados com diabetes.

 

Na tarde do dia 9, a partir das 14 horas, tem início a campanha “Diabetes: você sabe o seu risco?”, em que é feito rastreamento na população para identificar o risco de desenvolvimento da doença. A campanha começa com os alunos de Educação Física da Faculdade Integrada do Ceará (FIC), na Rua Eliseu Uchoa Becco, 600, Água Fria. A campanha prossegue nos dias 12, na Praça do Ferreira, e, no dia 13, nos shoppings Iguatemi e North Shopping.

 

Na quarta-feira, dia 10 de novembro, a partir da Universidade do Diabetes, na sede do CIDH, será transmitida conferência sobre diabetes para 89 municípios do interior do Ceará, através do sistema de telemedicina. Na sexta-feira, 12 de novembro, oftalmologistas da Sociedade Cearense de Oftalmologia se integram às atividades na campanha “Olho no Olho do Diabetes”, para aplicação de laser em pacientes da lista de espera do CIDH, Hospital das Clínicas e Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

 

Dia 14 de novembro é o Dia Mundial do Diabetes. Segundo dados da International Diabetes Federation  (IDF), em todo mundo, pelo menos 245 milhões de pessoas têm diabetes e um alto percentual vive em países em desenvolvimento. Em 30 anos, este número deve chegar a 380 milhões no mundo. No Brasil, cerca de 10 milhões de pessoas são portadoras da doença e aparecem 500 novos casos por dia. No Ceará, a estimativa é de que há 380 mil pessoas portadoras de diabetes. Cerca de 56% da população diabética não sabem que têm a doença e também porque 40% dos diabéticos não conseguem realizar o controle adequado da enfermidade.

 

O diabetes é uma doença crônica, debilitante e de alto custo, principalmente quando associada a complicações severas. Estima-se que metade das pessoas com diabetes desconheça a própria condição. O diabetes tipo 1 ainda não pode ser prevenido. Acredita-se que sejam fatores ambientais os desencadeantes do processo que pode resultar na destruição das células produtoras de insulina. Isso ainda está sendo estudado cientificamente.

 

O diabetes tipo 2 pode ser prevenido em muitos casos, bastando manter um peso saudável e um corpo fisicamente ativo. Além de garantir o bem estar dos pacientes, a prevenção do diabetes também evitará uma sobrecarga nos sistemas de saúde. Pessoas com diabetes tipo 2 têm o dobro de chances de sofrer um ataque cardíaco. Pacientes de alto risco podem ser facilmente identificados através de um simples questionário. Há evidências concretas que manter um peso saudável e praticar atividade física moderadamente pode ajudar a prevenir o desenvolvimento do diabetes tipo 2.

 

08.11.2010

Assessoria de Imprens da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)