Movimentação no Porto Pecém já cresceu 68% em 2010

24 de novembro de 2010

Aumenta a cada mês a movimentação de mercadorias através do Porto do Pecém. No período de janeiro a outubro do corrente ano, foram movimentadas 2,4 milhões toneladas, o que representa uma elevação de 68% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram transportadas 1,4 milhão. A movimentação de longo curso registrou acréscimo de 82%, enquanto a de cabotagem (entre portos brasileiros) teve variação positiva de 33%.  

Referente à movimentação de contêineres foi registrado um crescimento de 26% nas exportações, enquanto as importações registraram variação positiva de 28%. Os principais itens exportados foram frutas, com 180 mil toneladas, minérios com 73 mil, alumínio com 25 mil, combustíveis minerais (22 mil) e calçados (14 mil) toneladas transportadas.

Entre os itens importados a liderança ficou com os produtos siderúrgicos, totalizando 735 mil toneladas o que representa um aumento de 160% em relação ao mesmo período de 2009. Em seguida os destaques foram os combustíveis minerais (413 mil ton), escórias (50 mil), turbinas, caldeiras, máquinas e instrumentos mecânicos (45 mil), cimento clinker (23 mil ton).

RANKING BRASILEIRO

De acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, o Pecém mantém a liderança entre todos os portos nacionais nos quesitos exportação de frutas e de calçados, permanecendo em terceira colocação na importação de produtos siderúrgicos.

No item exportação de frutas, no acumulado do ano, o Pecém movimentou 180 mil toneladas o que representa uma participação de 32%, seguindo-se os portos de Santos (15%), Mucuripe (13%), Salvador (12%), Rio Grande (10%) e Natal, com 9%.

Através do Pecém foram movimentadas 14,8 mil toneladas de calçados, o que lhe assegura a liderança e participação de 33% em todas as exportações brasileiras, seguido dos portos do Rio Grande (32%), Santos (18%), Mucuripe (8%), Salvador (4%) e Suape, com participação de 3%.

Na importação de produtos siderúrgicos a liderança é do porto de São Francisco do Sul, com participação de 22%, vindo a seguir os portos de Santos (18%), Pecém (17%), Vitoria (9%), Itajaí (7%) e Rio de Janeiro (6%).

Nas importações de algodão e seus derivados o Pecém também ficou na terceira colocação, com o porto de Itajaí registrando participação de 41%, seguindo-se os portos de Santos (15%), Pecém (14%), Suape (10%), Vitória (8%) e Rio de Janeiro (5%).

 

24.11.2010

Assessoria de Imprensa da Cearáportos

Joseoly Moreira (joseoly@gmail.com / 85 3267.2525)