Conselho Comunitário chega à comunidade Araturi II

10 de dezembro de 2010

Desde que foi implantado o Conselho Comunitário de Defesa Social (CCDS), no bairro Serviluz, em Fortaleza, a comunidade começou a perceber uma diminuição no índice de violência e os moradores passaram a ter uma nova perspectiva de vida. Assim como no Serviluz, os moradores de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, serão beneficiados com o 20° conselho no bairro Araturi II. A oficialização da implantação do CCDS acontece nesta sexta-feira (10), às 18h, na Escola André Viana Camurça.

 

Dentre os objetivos da criação dos CCDS está o de promover a defesa social, além de difundir a cultura de paz e o de fomentar a prevenção à violência. Atualmente existem 322 CCDS reestruturados e 3.220 conselheiros, entre Capital e Região Metropolitana. O CCDS é uma instituição formada pelos mais diversos segmentos representativos da comunidade do bairro, onde a ideia principal é que a população participe ativamente na solução dos problemas de segurança nos bairros, apoiando e auxiliando a SSPDS. Os conselhos, além de desenvolver trabalhos de capacitação, acompanham o andamento dos projetos realizados em cada bairro. Todo esse trabalho é feito por voluntários.

 

As ações desenvolvidas pelos conselhos acontecem em parceria com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), com a Prefeitura de Fortaleza e outras instituições, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Segundo o orientador da célula do CCDS, capitão da Polícia Militar (PM) Bernardo Aguiar, “os trabalhos realizados pelos conselhos não visam apenas diminuir a violência e, sim, suas causas”.

 

Entre os parceiros do CCDS para modificar a realidade financeira dos bairros está o  Sebrae. A instituição desenvolve atividades para capacitar profissionalmente os moradores. Recentemente o Sebrae iniciou nos bairros Serviluz, Henrique Jorge, Parque Santana e São Miguel Novo o Dia do Empreendedor Individual nos Bairros.

 

Saiba mais:

Para que um conselho seja criado é necessário que exista interesse dos representantes das diversas camadas sociais do bairro, como liderança comunitária, profissionais liberais, donas de casa, aposentados, entre outros. Desta forma eles podem solicitar da SSPDS um representante para orientá-los na criação do CCDS.

 

O conselho é formado por uma diretoria eleita pela comunidade, com mandado de um ano, constituída por um presidente, primeiro secretário, segundo secretário, diretor de direitos humanos, diretor de relações públicas, diretor de patrimônio e três membros fiscais.

 

Serviço:

 

A solenidade de criação do CCDS no bairro Araturi II, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, acontecerá nesta sexta-feira (10), às 18h, na Escola André Viana Camurça, localizada no rua cinco, s/n, próximo à locadora TopVídeo.

 

10.12.2010

Assessoria de Imprensa da SSPDS

Marcos Cavalcante (ascom@sspds.ce.gov.br / 85 3101.6519)