Governo entrega 842 computadores para otimizar regulação no Estado

20 de dezembro de 2010

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde do Estado, cumpre a primeira etapa do projeto de financiamento para implantação e implementação dos complexos reguladores e informatização das unidades de saúde com a entrega de 842 computadores, 840 estabilizadores e 160 rádios de banda larga a 65 municípios e às macrorregionais de saúde de Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte, na terça-feira, 21 de dezembro, às 9 horas, no Auditório Valdir Arcoverde, da Secretaria da Saúde, na Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema. O secretário Arruda Bastos também fará a entrega das novas ambulâncias da frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), Polo 1 – Regional Eusébio, formado pelo Samu Litoral Leste, SAMU Metropolitano Oeste e SAMU Metropolitano Leste.

O Ceará foi um dos dez estados brasileiros com projeto de implantação de complexos reguladores aprovados pela Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde. Os recursos serão transferidos em três parcelas pelo Fundo Nacional de Saúde (FNS). No Estado, foram contemplados na primeira etapa os municípios com mais de 65 mil habitantes, que receberão todos os equipamentos previstos no projeto, e os municípios com central de regulação, além da Central de Regulação Macrorregional de Fortaleza e da 11ª e 21ª Coordenadorias Regionais de Saúde (Cres), em Sobral e Juazeiro do Norte. Para a aquisição dos equipamentos foram investidos R$ 2.570.840,00.

Os complexos reguladores são compostos por uma ou mais centrais separadas por categorias, como as responsáveis por internações, consultas e procedimentos ambulatoriais de média e alta complexidade, dentre outras. Eles ordenam o fluxo de pacientes em cada tipo de atendimento: dos mais básicos aos mais graves. Cabe aos complexos reguladores gerenciar desde a ocupação de leitos hospitalares até o controle dos limites financeiros.

O SAMU Regional do Eusébio está estruturando uma frota de 43 veículos, entre ambulâncias de resgate e UTIs móveis. Serão 29 veículos novos, que se somarão aos 14 já existentes no SAMU Litoral Leste. A cobertura do Polo 1 do SAMU 192 será de 2 milhões de habitantes de 41 municípios do Maciço de Baturité, litorais leste e oeste, e da Região Metropolitana de Fortaleza. A exceção é a capital, porque tem SAMU municipal. O SAMU realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas, contando com as centrais de regulação, profissionais e veículos de salvamento.

As centrais de regulação têm um papel indispensável para o resultado positivo do atendimento; sendo o socorro feito após chamada gratuita, para o telefone 192. A ligação é atendida por técnicos que identificam a emergência e, imediatamente, transferem o telefonema para o médico regulador. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações.

O mesmo médico regulador avalia qual o melhor procedimento para o paciente: orienta a pessoa a procurar um posto de saúde; designa uma ambulância de suporte básico de vida, com auxiliar de enfermagem e socorrista para o atendimento no local; ou, de acordo com a gravidade do caso, envia uma UTI móvel, com médico e enfermeiro. Com poder de autoridade sanitária, o médico regulador comunica a urgência ou emergência aos hospitais públicos e, dessa maneira, reserva leitos para que o atendimento de urgência tenha continuidade.

20.12.2010

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)