Ex-Governadores 5

21 de Março de 2011

? Joaquim da Costa Barradas (1886)

Joaquim Barradas tornou-se juiz, desembargador e político brasileiro. Em decreto de 25 de abril de1885, foi nomeado Desembargador da Relação de Goiás; Ministro do Supremo Tribunal Federal, em 1893. Exerceu o cargo de Chefe de Polícia da província do Maranhão, em 1872. Em decreto de 10 de janeiro de 1874, foi nomeado Vice-Presidente do Maranhão. Fez parte da Comissão nomeada pelo governo para rever o projeto do Código Civil, em 1900.

? Enéas de Araújo Torreão (1886 – 1888)

? Antônio Caio da Silva Prado (1888 – 1889)

Governou o Ceará no período de transição da Monarquia para a República.

? Henrique Francisco d’ Ávila (1889)

Presidiu a província do Ceará, de 10 de julho a 11 de outubro de 1889, enquanto a região sofria com a seca. Nos últimos anos de sua vida colaborou com o Jornal do Comércio em Porto Alegre.

? Jerônimo Rodrigues de Morais Jardim (1889)

Foi deposto quando ocorreu o golpe da República, em 1889.

Presidentes do Ceará após a Proclamação da República

? Luís Antônio Ferraz (1889 – 1891)

Assumiu o governo provisoriamente de 16 de novembro de 1889 até 11 de fevereiro de 1891.

? Benjamin Liberato Barroso (1891 – 1891)

? José Clarindo de Queiroz (1891 – 1892)

Assumiu o governo com o propósito de elaborar a primeira constituição do Estado, bem como eleger o governo constitucional, instalou-se o Congresso Constituinte Cearense. Devido a forte oposição, acabou sendo deposto em um levante armado em fevereiro de 1892.

? Benjamin Liberato Barroso (1892 – 1892)

? José Freire Bezerril Fontenelle (1892 – 1896)

Presidiu o Ceará entre 1892, além de senador e deputado federal. Membro da Intendência Municipal e professor da Antiga Escola Militar. Teve os seguintes trabalhos publicados: Mensagem à Assembléia Legislativa do Ceará em sua III Sessão Ordinária da I Legislatura, Fortaleza. Tip. D \’A República\’, 1894; Mensagem à Assembléia Legislativa do Ceará em sua IV Sessão Ordinária da I Legislatura, Fortaleza. Tip. D \’A República\’, 1894; Mensagem à Assembléia Legislativa do Ceará em sua III Sessão Ordinária da II Legislatura, Fortaleza. Tip. D \’A República\’, 1895; Regulamento para o Batalhão de Segurança do Ceará, expedido pelo Exmo. Sr. Coronel Dr. José Bezerril Fontenelle, 1890. Fortaleza. Tip. Econômica.

? Antônio Pinto Nogueira Accioly (1896 – 1900)

Nogueira Accioly fundou a Política Acciolina, uma das principais oligarquias da história do Ceará. Entre suas realizações destacam-se a construção de linhas telegráficas estaduais ligando Fortaleza ao interior e do sistema de esgoto em Fortaleza e a inauguração do Theatro José de Alencar.

? Pedro Augusto Borges (1900 – 1904)

Durante seu governo deu-se a construção da academia livre de direito do Ceará.

? Antônio Pinto Nogueira Accioly (1904 – 1912)

? Antônio Frederico de Carvalho Mota (1912-1912)

? Marcos Franco Rabelo (1912 – 1914)

Para assumir o governo em 1912 Rabelo fez um acordo com Accioly, obtendo o referendo de apenas 12 deputados, quando necessitava de 16. O acordo e a aproximação de Rabelo com o grupo político de Paula Rodrigues levou muito ex-aliados para oposição. Rabelo acabou renunciando em 14 de março de 1914 diante da forte oposição do padre Cícero e de Floro Bartolomeu.

 

 

                                                                                          Anterior | Proxima