Ex-Governadores 6

21 de Março de 2011

? Fernando Setembrino de Carvalho (1914 – 1914)

Governou o Ceará por poucos meses. Deixou o cargo em setembro de 1914. Foi Chefe do Estado Maior do Exército em 1922 e Ministro da Guerra de 15 de novembro de 1922a 15 de novembro de 1926.

? Benjamin Liberato Barroso (1914 – 1916)

Administrou o Ceará com o apoio dos conservadores Marretas. Promoveu intensa perseguição aos criminosos no interior do Ceará. Durante seu governo ocorreu a famosa Seca do Quinze (1915).

? João Tomé de Sabóia e Silva (1916 – 1920)

Conhecido como João Tomé, nasceu na cidade de Sobral. Governou o Ceará de 1916 a 1919 e foi senador entre 1921 e 1930. Em sua gestão foi chefe do Tráfego da Estrada de Ferro de Sobral, por 12 anos e Juiz de Direito de Sobral. Trabalhou com causas da seca.

? Justiniano de Serpa (1920 – 1923)

Justiano de Serpa começou na política como deputado federal do Pará, onde governou de 1906 a 1919. No Estado, exerceu importante papel como presidente da Comissão dos 21. Também foi responsável pela comissão para elaboração do Código Civil. Em 1920, assumiu o cargo de Presidente do Ceará onde deu especial atenção ao problema educacional e incentivou as manifestações artísticas e intelectuais, sendo responsável pelo reflorescimento da Academia Cearense de Letras.

? Ildefonso Abreu Albano (1923 – 1924)

? José Moreira da Rocha (1924 – 1928)

O Desembargador Moreira da Rocha fez um dos piores governos da história cearense. Governo esse marcado por perseguições políticas aos adversários. Durante sua gestão, a população de Fortaleza revoltou-se contra o sistema de transportes, a Coluna Prestes esteve no Ceará e houve um aumento da criminalidade nos sertões.

? Eduardo Henrique Girão (1928 – 1928)

? José Carlos de Matos Peixoto (1928 – 1930)

Foi um verdadeiro representante das oligarquias agrárias. Governou o Ceará até a Revolução de 1930.

 

 

                                                                                              Anterior | Proxima