Hospital do Cariri promove desenvolvimento da região

6 de abril de 2011

O Hospital Regional do Cariri, que o governador Cid Gomes inaugura nesta sexta-feira, 8, às 19 horas, em Juazeiro do Norte, além de atender a população do Cariri e das regiões de Icó e Iguatu com serviços de alta complexidade, vai contribuir com o desenvolvimento do sul e centro sul do Ceará. Somente em empregos diretos, gerados a partir de seleção pública, o HRC tem 996 profissionais. Incluindo trabalhadores de serviços de limpeza e vigilância, esse número aumenta para 1.287 empregos diretos.

 

Primeiro hospital público terciário construído no interior do Estado, com 294 leitos, realizando atendimento clínico e cirúrgico em diferentes especialidades, o HRC, por ser também um hospital de ensino, vai atrair o turismo nacional de congressos e conferências de ciência e saúde para a região. Assim, ampliará a movimentação na rede de hoteis, restaurantes e transportes. Com perfil de ensino, o hospital acolhe e prepara estudantes de medicina, enfermagem, fisioterapia, farmácia, nutrição, terapia ocupacional, fonoaudiologia e de outras áreas da saúde para a formação profissional.

O Hospital Regional do Cariri, que recebe o nome de Monsenhor Murilo de Sá Barreto, fará atendimento de traumas, como o IJF, em Fortaleza, e também realizará atendimento clínico e cirúrgico em diferentes especialidades, como o HGF. O hospital tem perfil moderno e funcional, com equipamentos de alta tecnologia. Com controle remoto as camas dos pacientes são adaptadas às necessidades. Ao invés de iluminação direta há arandelas nos quartos, contribuindo para um ambiente mais humanizado. Obras de arte fixadas nas paredes dos corredores e recepção também contribuem para humanizar os ambientes. Em tecnologia, destaque para a ressonância magnética e para as oito salas do centro cirúrgico.

Em toda a história do Ceará, a população nunca recebeu, nas regiões onde mora, assistência de alta complexidade em diferentes especialidades e atendimento de urgência e emergência em um único hospital da rede pública. Agora, o acesso e a qualidade da assistência à saúde melhoram para a população de 44 municípios do Cariri e das regiões de Iguatu e Icó. A assistência no HRC inclui a garantia de exames complexos realizados com equipamentos modernos, atualmente só feitos na capital. Destaque para a ressonância magnética, feita hoje na rede pública somente no HGF. Outros exames que serão assegurados no HRC são a tomografia computadorizada, endoscopia digestiva e respiratória, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma, ecocardiografia, angiografia, mamografia, ultrassonografia geral e intervencionista, radiologia geral, além de serviços de laboratório de análises clínicas e patologias clínicas, anatomopatologia, citologia e agência transfusional.

Com o funcionamento do novo hospital regional, a população terá acesso a especialistas em traumato-ortopedia, neurologia, cirurgia geral, cirurgia vascular, cirurgia plástica, cirurgia buco-maxilo-facial, protoclogia, gastroenterologia, urologia, oftalmologia, clínica médica e mastologia. Os atendimentos serão iniciados a partir do mês de maio a pacientes encaminhados pelos municípios através das centrais de regulação, com consultas e exames agendados. Durante todo este mês de abril serão feitos treinamentos com os 996 profissionais aprovados em seleção pública. Os diretores também passam por seleção pública, com o resultado final dos aprovados sendo divulgado na manhã do próximo dia 8.

 

Iniciado há pouco mais de dois anos, em fevereiro de 2009, o Hospital Regional do Cariri, construído pelo consórcio das empresas Fujita/Palmas, é um investimento de R$ 105,6 milhões. Desse total, R$ 58,5 milhões o Governo do Estado investiu na obra e o Ministério da Saúde participou com R$ 12 milhões. Os equipamentos, no valor de R$ 31 milhões, foram adquiridos exclusivamente com recursos do Tesouro Estadual. O custeio mensal para o funcionamento está estimado em R$ 6 milhões.

A administração do Hospital Regional do Cariri será feita pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar, uma organização social que o governo do Estado, através da Sesa assinou contrato de gestão, baseado em metas e resultados. O modelo de gestão é o mesmo adotado desde 2002 no Hospital Dr. Waldemar Alcântara, unidade que integra a rede estadual de saúde.

Homenagem

O governo do Estado prestará uma homenagem ao padre Francisco de Sá Barreto. Dá ao novo hospital o nome de Hospital Regional do Cariri Monsenhor Murilo de Sá Barreto. Ele chegou em Juazeiro do Norte em 1958 para iniciar a missão evangelizadora, que se destacava na organização das romarias do Padre Cícero. Nasceu em Barbalha, município vizinho, mas viveu a maior parte da sua vida em Juazeiro, onde trabalhou na evangelização durante 48 anos. Filho de José Pácifer de Sá Barreto e Laudelina Correa de Sá Barreto, fez os primeiros estudos na cidade natal.

Em Fortaleza, fez o curso de filosofia e teologia, formando em 1957. A ordenação de padre foi em dezembro de 57. Logo no ano seguinte, em 1958, assumiu o vicariato da paróquia de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro, tornando-se pároco em 1966. O líder religioso faleceu em dezembro de 2005.

 

06.04.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)