Metrô de Sobral

25 de abril de 2011

 

O projeto do Metrô de Sobral surge como uma necessidade de estruturação das cidades de médio porte do Estado do Ceará, aliando investimentos públicos à melhoria da qualidade destes municípios, de modo a aliviar a pressão migratória sobre a capital cearense. O empreendimento foi concebido pelo Governo do Estado, através da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, vinculada à Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), em parceria com o Ministério das Cidades, através da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

Ao lado deste novo modal de transportes, vários outros investimentos, como a consolidação do pólo universitário, com duas universidades públicas e várias faculdades privadas; o fortalecimento do pólo industrial e, mais recentemente, a construção do Hospital Regional farão de Sobral uma das cidades mais bem preparadas para o desafio do novo milênio que é aliar desenvolvimento com sustentabilidade.

O Projeto Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Sobral surgiu a partir de duas premissas definidas no Plano Diretor do município: aproveitamento da via ferroviária e a definição do vetor transportes como estruturador de desenvolvimento urbano. Existente na paisagem da cidade desde o final do século passado, a via férrea, usada hoje só para carga, funcionou durante muito tempo como barreira à expansão urbana. Hoje, ela contorna o centro da cidade, ligando os bairros da Cohab 2, no extremo leste, ao bairro do Sumaré, no oeste, e servirá para abrigar a Linha Sul do VLT.

A Linha Norte ligará o Pólo Industrial da Grendene, localizada à margem da avenida – onde existia o antigo ramal ferroviário de Camocim, no bairro da Expectativa, – ao bairro Cohab 3, passando pelos bairros do Junco e Terrenos Novos . As duas linhas formam dois “us” invertidos, que se tangenciam numa estação de integração.

Dentro do projeto do VLT de Sobral, estão previstas a remodelação de sete quilômetros de via permanente já existente; a implantação de mais cinco quilômetros; a construção de 11 estações de passageiros; do complexo de manutenção, da administração e do centro de controle operacional; e a aquisição de cinco VLTs de dois carros bidirecionais cada, com dupla cabine de comando, tração hidráulica e motorização a diesel.

O projeto executivo está sendo desenvolvido pela empresa MWH e, após a aprovação do edital por parte da CBTU, será lançada a licitação para o início das obras. O projeto do Metrô de Sobral está orçado em cerca de R$ 65 milhões. Serão investidos R$ 1,2 milhão em projetos e supervisão; R$ 20 milhões em material rodante; R$ 2 milhões em desapropriações; e R$ 42 milhões na execução das obras.