Ampliação do aterro sanitário metropolitano é apresentada em audiência pública

1 de dezembro de 2011

O Aterro Sanitário Metropolitano de Caucaia (Asmoc), o qual recebe os resíduos sólidos desse município e de Fortaleza, está pleiteando licenciamento ambiental junto à Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) para sua ampliação. O Estudo de Impacto Ambiental e seu respectivo relatório (EIA-Rima) já foi entregue na autarquia, a qual realiza audiência pública na próxima sexta-feira (2), às 9 horas, na Escola Maria Luiza Vale Forte, rua Célio Cândido S/N, no bairro Carrapicho (Caucaia) para a apresentação do projeto de responsabilidade da Ecofor Ambiental S/A.

De acordo com o EIA-Rima, o aterro recebe diariamente cerca de 4.200 toneladas de resíduos, os quais são despejados por 280 veículos coletores durante os três turnos. A atividade intensa do local tem diminuído sua vida útil, que é estimada em mais quatro anos. A ampliação é prevista para uma área de células de lixo de 73,36 hectares dentro de uma área total de 101,70 hectares, localizada na Fazenda Carrapicho. O projeto está sendo concebido para atender a demanda das duas cidades por período mínimo de 16 anos e 8 meses.

Durante a audiência pública, técnicos da Semace avaliam o projeto e as colocações propostas pelas comunidades presentes. As observações são levadas em consideração para fins de análise e finalização de condicionantes do parecer técnico do órgão ambiental. Após esta etapa, o empreendimento será novamente apresentado no Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), juntamente com o parecer da Semace. Os representantes do colegiado são responsáveis pela aprovação ou não da licença ambiental para o aterro.

Mais informações sobre o projeto da ampliação do Asmoc podem ser encontradas no Rima disponibilizado para consulta no calendário de audiências do site da Superintendência.

01.12.2011

Assessoria de Comunicação da Semace
Luanna Patrícia
85 3101.5554/ twitter:@semace/ facebook:semace.gov
site: www.semace.ce.gov.br