Pacientes renais realizam encontro neste domingo (11)

9 de dezembro de 2011

A Associação dos Pacientes Renais do Ceará realiza neste domingo (11), com o apoio da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), o 1º Encontro Cearense de Pacientes Renais, na Casa de José de Alencar (Avenida Washington Soares, 6055 – Alagadiço Novo). O encontro começa às 8 horas. Os participantes do encontro receberão informações sobre a doença renal crônica em palestra do presidente da Fundação do Rim, Paulo Rossas Mota. Em seguida acontece a confraternização, com apresentação do sanfoneiro Waldonys. Cerca de 500 pacientes renais devem participar do encontro.

Estima-se que no Brasil 10 milhões de pessoas sofrem com a doença renal crônica em algum dos seus cinco estágios. Em todo o Ceará, 3.322 pacientes realizaram tratamento dialítico pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no mês de outubro. A diálise é o tratamento que visa repor as funções dos rins, retirando as substâncias tóxicas e o excesso de água e sais minerais do organismo.

De acordo com definição da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), insuficiência renal é a perda das funções dos rins, podendo ser aguda ou crônica. Em alguns pacientes com doenças graves, os rins podem parar de funcionar de maneira rápida, porém temporária. A esta situação os médicos chamam de insuficiência renal aguda. Em muitas ocasiões o paciente necessita ser mantido com tratamento por diálise até que os rins voltem a funcionar.

Insuficiência renal crônica é a perda lenta, progressiva e irreversível das funções renais. Até que os rins estejam funcionando somente com 10 a 12% da função renal normal, pode-se tratar os pacientes com medicamentos e dieta. Quando a função renal se reduz abaixo desses valores, torna-se necessário o uso de outros métodos de tratamento, como diálise ou transplante renal.

 

Investimentos

No Ceará este ano, até o último dia 7 de dezembro, foram feitos 243 transplantes de rins, número superior aos 232 realizados em todo o ano passado. Desde 1998, quando a Central de Transplantes do Estado foi implantada, o total de transplantes renais soma 1.961. Além do aumento do número de transplantes, este ano os pacientes renais passaram a ter melhores e modernas condições para tratamento de hemodiálise. Foi inaugurada a Unidade de Hemodiálise do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), em maio deste ano. Lá, as sessões de hemodiálise ocorrem em 22 poltronas digitais. O serviço de diálise é feito com 19 máquinas modernas.

 

09.12.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220)