Mais dez egressos têm oportunidade de trabalho nas obras do Castelão

10 de Janeiro de 2012

O Governo do Estado do Ceará aposta na inclusão social e oportuniza o trabalho para mais dez pessoas que cumprem a pena nos regimes semiaberto e aberto nas obras de preparação para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™. A ação dá continuidade ao acordo firmado em agosto de 2011 entre a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará e a Secretaria Especial da Copa 2014 (Secopa) com o Consórcio Construtor, formado pelas empresas Galvão Engenharia e Andrade Mendonça, chegando a vinte presos empregados nas obras de reforma e modernização do estádio Plácido Aderaldo Castelo, o Castelão.

Para a secretária da Justiça e Cidadania do Ceará, Mariana Lobo, a continuidade do projeto “Mãos que Constroem” reafirma o compromisso do Ceará com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) buscando a inserção da mão de obra carcerária no mercado de trabalho. “A parceria com a Secopa e com o Consórcio Construtor tem sido muito positiva para a Sejus e para a vida destes egressos, pois asseguramos pelo trabalho o resgate de valores importantes como cidadania, superação e autoestima. Nós estamos acompanhando cada um destes apenados com assistência social e jurídica e já notamos mudanças significativas”, afirma.

 

Nova turma

A segunda chamada de egressos do sistema prisional foi realizada pelo Núcleo de Assistência aos Presidiários e Apoio ao Egresso (Napae) da Sejus e pelo Consórcio Construtor buscando os apenados com perfil para trabalharem nas obras do estádio Castelão. Ao todo, 37 pessoas participaram da seleção que constou de três etapas realizadas em novembro. Destas, 17 chegaram à etapa de capacitação.

Segundo a assistente social da Sejus, Renata da Costa, a seleção foi rigorosa na identificação dos perfis que a empresa exige. “O primeiro passo foi uma busca no banco de talentos do Napae para identificarmos pessoas com aptidões para a construção civil e que não tinham limites impostos pela saúde. Em seguida, fizemos os contatos e averiguação das sentenças com os Juízes. A etapa seguinte é a avaliação da equipe de psicólogos e assistentes sociais para entrevistas e aplicação de testes”.

Por fim, foi realizada em dezembro a II Oficina de Inserção Laboral: Conduta Ética no Trabalho na Construção de Novos Horizontes Curso de Ética Integral para estes 17 egressos. Na ocasião, foram ministradas palestras motivacionais, discussões, dinâmicas de grupo e momentos de reflexão. Os temas abordados foram conduta ética no trabalho, assiduidade, pontualidade, compromisso, responsabilidade e contratos de trabalho. As aulas aconteceram na Escola de Gestão Penitenciária e Ressocialização (EGPR) e culminou na escolha dos dez apenados que ocupam as próximas vagas. Em janeiro, eles realizam os exames de saúde e providenciam a documentação para ingressar na equipe de trabalhadores do Castelão.

 

10.01.2012

Assessoria de Comunicação da Sejus

Bianca Felippsen – (85) 3101-2862 / 8878-8464 / 9918-2655

www.sejus.ce.gov.br