Instrutores serão capacitados para trabalhar em novos centros educacionais

11 de Janeiro de 2012

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) inicia nesta quinta-feira (12) a capacitação de 300 servidores para atuar nas três novas unidades de atendimento a jovens em conflito com a lei. Até junho deste ano começarão a funcionar o Centro de Semiliberdade Mártir Francisca (Sapiranga), o Centro de Internação de Fortaleza (Canindezinho) e a Unidade de Internação Provisória de Sobral.  Nas construção dos novos centros, que já estão com 80% obras concluídas, foram investidos R$ 16,3 milhões.

O objetivo da capacitação é fortalecer as ações desenvolvidas nos centros e reciclar o conhecimento dos educadores. O Curso de Formação de Socioeducadores é uma realização da STDS, por meio do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares II) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Participam da capacitação 300 instrutores, divididos em seis turmas.

Outros 300 colaboradores já foram capacitados em 2011 como parte do Plano Estadual Estratégico para Medidas Socioeducativas. Além da construção de novos prédios sociais, o plano prevê a total requalificação dos servidores e a implementação de uma nova política de atendimento nas unidades educacionais.

A Secretaria coordena hoje 14 centros educacionais, sendo cinco no interior e nove na capital, onde estão internos atualmente 805 jovens em cumprimento de medidas socioeducativas.

 

Ocupação integral

Lançado em abril de 2011, o projeto Um Novo Olhar vem gerando bons resultados dentro das unidades. Estruturado em parceria com a Seduc, Secult, Sesa, SSPDS e Sesporte, o projeto envolve os jovens durante os sete dias da semana, das sete às 19 horas, em oficinas de hip hop, discotecagem, aerografia, capoeira, música; atividades de qualificação profissional, esportivas e religiosas. Parceiras essenciais no processo de socioeducação, as famílias participam de forma efetiva das ações.

“O projeto Um Novo Olhar representa fase nova para os Centros Educacionais. Queremos que os jovens saiam daqui com nova visão do mundo e com o mundo lá fora olhando para eles. Vamos mostrar à sociedade que podemos fazer diferente e mudar o perfil das nossas unidades”, afirma o titular da STDS, Evandro Leitão. Um Novo Olhar já funciona no Cecal e no Centro Socioeducativo do Passaré e deverá ser implantado nos outros 12 centros distribuídos na capital e no interior.

 

11.01.2012

Assessoria de Comunicação Social da STDS

Carlos Eugênio ( imprensa@stds.ce.gov.br / 85 3101.2099 – 2089)

Twitter: @stdsonline