Projeto de beneficiamento de frutas gera emprego e renda para famílias de Quixeré

30 de Janeiro de 2012

A Associação Comunitária Ribeirinhos de Barreiras, do município de Quixeré, no Baixo Jaguaribe, está gerando emprego e renda para mais de 40 famílias, com o beneficiamento das frutas da região. Com o suporte da Secretaria das Cidades e recursos do Fundo Estadual de Combate a Pobreza (Fecop) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), o projeto que iniciou com 10 associados, já conta com 45 produtores locais, que garantem uma renda mensal de R$ 40 mil reais para a associação. O apoio do Governo Estadual foi de R$ 216 mil.

Desde 2010, quando foram contemplados com o edital da SCidades a comunidade foi beneficiada com a expansão do galpão para a ampliação da capacidade de armazenamento, equipamentos como câmara frigorífica, e a logística para o transporte da polpa da fruta para a comercialização.

Atualmente, a associação comercializa seus produtos nos municípios de Quixeré, Russas e Palhano. Também por meio de uma parceria com a Secretaria de Educação do Estado, os produtos integram o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), em que os produtos são destinados a merenda escolar nas escolas de Fortaleza. Toda a estrutura necessária foi adquirida por meio do II Edital de Arranjos Produtivos Locais (APLs).

 

Produção da polpa

A Associação Comunitária Ribeirinhos de Barreiras produz 12 toneladas de polpas de frutas por mês. O produto pode ser encontrado no comércio local e auxilia no aquecimento da economia na região.

A matéria-prima é adquirida nos sítios próximos da comunidade. São caixas e mais caixas de goiaba, graviola, acerola, cajá, manga entre outras, que compõem os diversos sabores das polpas produzidas todos os dias na associação.

O passo a passo da produção de polpa requer a higienização, seleção das frutas e despolpamento. Logo após a polpa é acondicionada e armazenada numa câmara fria.  Por fim as polpas passam pelo procedimento de rotulagem e são embaladas para que possam ser comercializadas.

 

 

30.01.2012

Assessoria de Imprensa da Secretaria das Cidades

Priscila Teixeira ( comunicacao@cidades.ce.gov.br / 85 3207.5262)