Novos CEOs e policlínicas serão integrados à Rede de Ouvidorias da Sesa

12 de Março de 2012

As três policlínicas regionais já em funcionamento nos municípios de Tauá, Camocim e Baturité e os nove Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs Regionais) de Sobral, Ubajara, Juazeiro do Norte, Crato, Acaraú, Crateús, Baturité, Brejo Santos e Russas estão se integrando à Rede de Ouvidorias da Secretaria da Saúde do Estado. Para qualificar as equipes das novas ouvidorias dessas unidades, a Ouvidoria Geral da Sesa realiza nesta terça e quarta-feira, 13 e 14 de março, a Oficina de Implantação e Qualificação da Rede de Ouvidorias da Sesa. A oficina será realizada no hotel Mareiro, Avenida Beira Mar, 2380, Meireles, das 8 horas às 17 horas.

Para facilitar o acesso dos pacientes e familiares ao serviço da ouvidoria, nos novos CEOs e policlínicas regionais construídos pelo Governo do Estado as salas das ouvidorias ficam localizadas ao lado da porta da entrada principal. Assim, os pacientes acolhidos na recepção têm contato rápido e fácil com os ouvidores.

Criada em 1991 com uma central de telefonia gratuita (0800 275 1520), a Ouvidoria Geral coordena a Rede de Ouvidorias da Sesa, no total de 29 unidades de ouvidorias em funcionamento, além das ouvidorias em implantação nos CEOs e policlínicas regionais. A Ouvidoria Geral também coordena a descentralização das Ouvidorias do SUS no Ceará, prestando apoio à implantação de ouvidorias nos municípios e unidades prestadoras de serviços de saúde pública.

No Ceará há 97 ouvidorias do Sistema Único de Saúde (SUS) funcionando. Desse total, 50 em unidades prestadoras de serviços de saúde, 39 em secretarias municipais de saúde, sete em Coordenadorias Regionais de Saúde (CRES da Sesa) e uma na Escola de Saúde Pública do Ceará, vinculada da Sesa.

As ouvidorias do SUS têm o papel de acolher as manifestações dos cidadãos, efetuar o encaminhamento, orientação e acompanhamento da demanda e dar retorno ao usuário, na busca de propiciar uma resolução adequada aos problemas apresentados; ampliar a participação dos cidadãos na gestão do SUS; possibilitar à instituição a avaliação contínua da qualidade das ações e dos serviços prestados; e subsidiar a gestão nas tomadas de decisões e na formulação de políticas públicas de saúde.

 

 

12.03.2012

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira/Marcus Sá

(85) 3101-5220 / 5221

selma.oliveira@saude.ce.gov.br