Impactos climáticos na agricultura será discutido em encontro nesta segunda-feira (02)

30 de Março de 2012

Para buscar alternativas eficazes que possam diminuir os impactos dos extremos climáticos na agricultura brasileira, cientistas e gestores de várias instituições do País estarão em Fortaleza, entre os dias 2 e 3 de abril, na III Reunião Técnica do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas

de Desastres Naturais (Cemaden). A abertura do evento acontece nesta segunda-feira (02), às 09 horas, no auditório do Palácio da Abolição. A Reunião do Cemaden consiste num amplo debate sobre o monitoramento dos agentes deflagradores de desastres naturais e sobre as atividades de integração, modelagem e análise de todos os dados necessários para a identificação de riscos iminentes.

Com o apoio do Governo do Estado do Ceará, através da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), a reunião do Cemaden objetiva a integração entre os principais atores envolvidos nas ações relacionadas ao tema de forma ampla. O encontro também tem o objetivo de estabelecer uma rede de pesquisadores e gestores públicos que possa contribuir com o desenvolvimento de ferramentas capazes de prover as bases técnicas necessárias para a formulação de estratégias de redução de desastres naturais e formulação de ações em todos os níveis de governo e nas organizações sociais, bem como servir de fonte de informação para a sociedade.

De modo geral, todos os setores são vulneráveis às mudanças climáticas. Entretanto, o setor agrícola, devido à sua forte dependência do clima e à necessidade cada vez maior da produção de alimentos, têm sido objeto de estudos que apontam o aquecimento global como agente provocador de mudanças significativas no mapa da agricultura brasileira. O impacto disso pode ser a redução de áreas produtoras e prejuízos econômicos de cerca de R$ 7,4 bilhões.

 

Sobre o Cemaden

No intuito de responder ao significativo aumento da ocorrência de desastres naturais que atingiu o Brasil nos últimos anos, vitimando milhares de pessoas e acarretando prejuízos socioeconômicos severos, foi criado, em julho de 2011, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). O órgão é vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCIT) e sua instalação física se concentra em Cachoeira Paulista/SP, compartilhando o campus do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

 

30.03.2012

Assessoria de Imprensa da Funceme

Guto Castro Neto ( comunicacao@funceme.ce.gov.br / 85 3101.1099)