Aeroporto de Aracati vai receber centro operacional da TAM

2 de Abril de 2012

O governador Cid Gomes e o Presidente da TAM Aviação Executiva, Fernando Pinho, assinam nesta terça-feira (03) o Memorando de Entendimentos para oficializar a instalação de um Centro de Tecnologia, Manutenção e Comercialização de Aeronaves e Prestação de Serviços Aeronáuticos da companhia aérea no Aeroporto de Aracati, no Litoral Leste. Estarão presentes o secretário do Turismo, Bismarck Maia; o diretor de manutenção da TAM, Roberto Fajardo; e a diretora Administrativa Financeira, Raquel Campos. O Centro cearense será maior do que o que a empresa mantém em Jundiaí, em São Paulo, também para aviação executiva.

A instalação do empreendimento vai fortalecer o surgimento de uma cadeia profissional local, especializada no setor aéreo, além de criar 150 empregos diretos logo no início das operações do Centro. Esta base operacional vai atender aos mercados das regiões Norte e Nordeste, além da América Central, oferecendo serviços técnicos para aviões executivos de pequeno e médio portes.

O contrato inclui a cessão de espaço (hangar) de 10 mil m² por 10 anos, renováveis por mais 10, e incentivos equivalentes a 50% do valor de construção da base, orçada em R$ 26 milhões, sendo R$ 13 milhões da empresa e outros R$ 13 milhões do Governo do Estado. As obras dos hangares de manutenção da TAM vão começar em abril e devem se estender por oito meses. O Centro vai entrar em operação logo após a inauguração do Aeroporto.

Segundo as cláusulas do Termo, a TAM vai priorizar a contratação de mão de obra local, introduzir tecnologia, recrutar e formar trabalhadores e ser parceira do Estado em programas de formação de mão de obra especializada voltados para o setor aéreo.

 

Sobre o Aeroporto de Aracati

A inauguração do Aeroporto de Aracati está prevista para ocorrer no início do segundo semestre deste ano.

Junto ao Aeroporto Internacional de Jericoacoara, o de Aracati vai expandir localidades turísticas, descentralizando a entrada de turistas, hoje concentrada apenas no Aeroporto Internacional Pinto Martins, na capital.

Também vai otimizar a logística de escoamento de produtos agrícolas exportáveis, tais como frutas irrigadas, cultivadas nas regiões do Vale do Jaguaribe e Chapada do Apodi (por meio de Aracati), e Ibiapaba (por meio de Jericoacoara).

O aeroporto fica a 140 quilômetros de Fortaleza, às margens da CE-040, que está com duplicação em andamento.

A pista de pouso tem 1,8 mil metros por 30 metros de largura, mais 400 metros de área de escape, totalizando 2.200m de comprimento. Com vida útil de 20 anos, pode operar 1.200 movimentos por ano.

A ampliação em 600 metros e a reforma da pista de pouso já foi concluída, podendo receber também aviões do porte da família 737, da fabricante Boeing.

O terminal de passageiros está com 99% das obras concluídas. Ao todo, o investimento no Aeroporto é de R$ 22.150.722,61.

 

 

02.04.2012

Assessoria de Imprensa da Setur

Carmen Inês ( carmeninesm@googlemail.com / 85 3101.4654)