Curso capacita médicos e enfermeiros na saúde do adulto

27 de junho de 2012

A Secretaria da Saúde do Ceará, através da Escola de Saúde Pública do Ceará, promoverá o Curso de Aperfeiçoamento na Saúde do Adulto, a ser realizado no período de 28 de junho a 28 de julho, no Centro de Diabetes e Hipertensão (Rua Silva Paulet, 2406, bairro Dionísio Torres). As atividades serão coordenadas pelo Centro de Educação Permanente em Atenção à Saúde da ESP-CE.

Dirigido a médicos e enfermeiros da rede de atenção à saúde do Ceará, o curso tem como objetivos promover a melhoria no diagnóstico, tratamento, prevenção de HAS, diabetes e tabagismo de acordo com o ciclo de vida do paciente; promover habilidades de comunicação entre o profissional de saúde e o paciente de acordo com o ciclo de vida; promover habilidades de trabalho em grupo e em equipe multiprofissional no serviço de saúde.

De forma específica, o curso pretende ajudar aos participantes na identificação dos fatores de risco para hipertensão arterial e diabetes (prevenção primária); na utilização de maneira adequada instrumentos diagnósticos em hipertensão e diabetes; na utilização correta da terapêutica em hipertensão arterial e diabetes; na utilização de protocolos de hipertensão arterial e diabetes;
na utilização de técnicas pedagógicas na educação em saúde do adulto (auto-cuidado, co-responsabilidade e empowerment).

A metologia do curso baseia-se na construção e elaboração de conhecimentos de acordo com a realidade do participante, utilizando métodos que facilitam o processo dialógico entre o facilitador e participante: Trabalhos em grupos, Exposições Interativas, Análise e Estudo de Situações Problema, Estudos Dirigidos e Exibição e Debate de Vídeos.

 

Doenças

As doenças cardiovasculares constituem a principal causa de morte no Brasil e no mundo. No Brasil e no Ceará, em particular, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a primeira causa de óbito. Vários fatores de risco estão envolvidos na gênese dessa doenças, como hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, dislipidemia, sedentarismo, obesidade, dentre outros.

Estudos têm demonstrado que a prevenção primária desses fatores, assim como o diagnóstico precoce e o tratamento adequado, tanto não farmacológico como o farmacológico destas patologias, em muito contribui para a redução desses eventos cardiovasculares.

Portanto, surge a necessidade de capacitações para os profissionais da atenção básica, que é a porta de entrada do Sistema Único de Saúde, cujo conteúdo contemple de maneira densa, mas concisa a abordagem dos fatores de riso, desde a prevenção primária, passando pelo tratamento e controle adequado, procurando articular todo esse conhecimento adquirido com a rede de atenção à saúde dentro do SUS.

A taxa de internação por AVC, no período de 2009 a 2011, foi o indicador usado como instrumento norteador da escolha dos municípios que irão fazer parte do curso em questão. Portanto, foram selecionadas as Cres, cujos municípios apresentaram taxas de internação por AVC acima da média estadual, os quais serão os municípios das CRES de Baturité, Itapipoca e Limoeiro do Norte. Estes municípios serão monitorados e avaliados sistematicamente pós-curso.

 

27.05.2012

Assessoria de Comunicação da ESP-CE

Marcos Saudade ( ascom@esp.ce.gov.br / 85 3101.1398)

Twitter: twitter.com/espce
Fone/Fax: (85) 3101.1412