“O Ceará que a Gente Faz” visitará Complexo do Pecém

28 de junho de 2012

O projeto “O Ceará que a Gente Faz”, iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Planejamento e Gestão (SEPLAG), terá continuidade nesta sexta-feira (29), às 9 horas, quando o Conselho Gestor do Complexo Industrial e Portuário do Pecém visitará o empreendimento.

Esta é a quarta programação do projeto este ano, tendo sido visitados o Centro de Eventos do Ceará, o Metrô de Fortaleza (Metrofor) e a Arena Castelão. A nova ação tem a participação também da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra). A visita, segundo o secretário da Seplag, Eduardo Diogo, tem por objetivo apresentar in loco a situação dos empreendimentos onde está a maioria das obras estruturantes do Governo do Ceará.

O Conselho Gestor teve sua composição ampliada de 17 para 30 membros, na última reunião com o governador Cid Gomes, dia 31 de maio, com a entrada de representantes de setores produtivos da economia cearense. A visita do Conselho Gestor ao CIPP foi acertada durante reunião realizada no dia 12 de junho, na Secretaria.

 

Pecém

Na última década o terminal portuário ampliou em mais de seis vezes a movimentação de contêineres em relação à registrada em seu primeiro ano de funcionamento, alcançando quase 200 mil TEU`s (medida equivalente a um contêiner de 20 pés de capacidade) no ano passado. O crescimento decorre em boa parte de sua liderança nacional na exportação de frutas e pescados, rumo à consolidação do porto como concentrador de cargas para distribuição aos grandes mercados internacionais, contribuindo para o crescimento econômico do Estado.

A posição ocupada atualmente pelo Terminal tem sido garantida pelos investimentos feitos pelo Governo do Estado na melhoria da sua infraestrutura nos últimos seis anos, como o Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT), resultado de um investimento de R$ 420 milhões; de uma correia transportadora de carvão mineral (R$ 156 milhões); e de um descarregador de carvão mineral (R$ 23 milhões), equipamentos que darão suporte aos empreendimentos estruturante que se instalam naquele complexo, como a siderúrgica e a refinaria de petróleo, entre outros.

Até 2016 serão investidos cerca de R$ 2 bilhões no terminal, agregando ainda mais valor ao porto com a implantação de uma nova expansão do terminal portuário, que são a implementação de mais três correias transportadoras, a construção de um bloco de utilidades e de um Terminal Intermodal de Cargas (TIC).

No que se refere à movimentação de carga geral o salto previsto é de 6,5 milhões de toneladas em 2014 para 7,1 milhões no mesmo período. Esse crescimento será puxado sobretudo pela implantação da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), a refinaria Premium II da Petrobras, a serem instalados no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) e a ferrovia Transnordestina.

A nova expansão realizada no porto pelo governador Cid Gomes já teve seu processo licitatório concluído, faltando apenas a liberação da licença ambiental para que as obras possam ser iniciadas. Nesse pacote de investimentos, que somarão cerca de R$ 600 milhões, estão incluídos uma nova ponte de acesso de 1.560 metros de extensão por 32 metros de largura, atendendo à demanda gerada pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), a refinaria Premium da Petrobras e a ferrovia Transnordestina; dois berços de atracação de navios na linha contínua ao TMUT para atender à exportação de placas de aço a serem produzidas pela siderúrgica; e uma adaptação do atual quebra mar para que ele se transforme, na parte interna do porto, em rodovia.

 

27.06.2012

Assessoria de Comunicação da Seinfra

Marcos Cavalcante ( marcos.cavalcante@seinfra.ce.gov.br / 85 3216.3765)v