Educação: Governo do Estado inicia implantação do 1/3 (um terço)

6 de julho de 2012

De acordo com o compromisso firmado com a categoria dos professores em outubro de 2011, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação do Estado, inicia a implantação progressiva da nova carga horária que garantirá aos professores 1/3 de hora-atividade, ou seja,  1/3 (um terço) da carga horária para outras atividades escolares que não a regência de sala de aula. Importante registrar que este avanço é possível em função da ampliação do percentual do Fundeb a ser comprometido com pagamento de magistério. Esta ampliação permite à administração pública arcar com os custos do novo formato de carga horária que requer, evidentemente, a contratação de mais professores.

A implantação será progressiva e universal. Conforme o que foi tratado e acordado na última quinta-feira (05), em reunião com a diretoria do Sindicato APEOC, na primeira etapa da implantação, prevista para o início do segundo semestre deste ano,  haverá um aumento da carga horária de hora-atividade dos atuais 20% para 25%.

Atualmente, um professor de 40 horas semanais de trabalho divide sua jornada em 32 horas de regência (que corresponde a 80% da carga horária total) e 8 horas de hora-atividade (que corresponde a 20% da carga horária total). Nesta primeira etapa (2012), o tempo de regência de sala de aula será de 30 horas (75%) e o tempo destinado às outras atividades será de 10 horas (25%).

As escolas da Rede Estadual farão o planejamento das cargas horárias de cada disciplina, adequando a nova carga horária de regência do professor com a aplicação dos 25% em hora-atividade. Cada escola deverá zelar para que não haja, em hipótese alguma, prejuízo aos alunos. As orientações operacionais já foram divulgadas e serão trabalhadas com as escolas em todo o Estado. Também nesta reunião foi acordado o estudo para a ampliação definitiva de carga horária de professores efetivos que ingressaram no Estado a partir de janeiro de 2004.

Importante registrar que a Seduc está garantindo a melhoria das salas de professores nas escolas estaduais com a aquisição de novos computadores, mesas de reunião, cadeiras giratórias, sofás, geláguas, armários, aparelhos de som e ar condicionado. Numa primeira etapa foram beneficiadas 52 escolas estaduais, com um investimento de R$ 822.437,20. Os ambientes mais confortáveis e equipados garantirão uma melhor condição para as atividades de estudos, planejamento e reuniões de trabalho, especialmente  agora que os professores passarão a ter mais tempo dedicado a estas tarefas na escola. As novas escolas, construídas nesta gestão, já têm amplas, confortáveis e bem equipadas salas de professores.

 

06.07.2012

Assessoria de Comunicação da Seduc

Jacqueline Cavalcante ( imprensa@seduc.ce.gov.br / 85 3101.3972)