Casa de Mediação realiza 1257 atendimentos no primeiro semestre de 2012

20 de julho de 2012

Desde a inauguração da Casa de Mediação Comunitária e do Núcleo de Atendimento da Defensoria Pública do Estado do Ceará na Comarca do Crato, em novembro de 2011, são realizados atendimentos com o intuito de solucionar as questões de assistidos, sem que haja a necessidade de dar entrada em processos judiciais.  Durante o primeiro semestre de 2012, foram realizados 1257 atendimentos, dos quais 267 entraram em acordo.

Para o Defensor Público e Coordenador da Defensoria Pública da Comarca do Crato, Emmanuel Leal Santana, o trabalho da Casa de Mediação faz com que a população perceba o bom desempenho da DPGE.  O Defensor ainda afirma que os bons índices de acordo demonstram que a população do Crato está mais consciente quanto à solução de problemas sem depender da morosidade do Poder Judiciário e que está disposta a resolvê-los por meio do diálogo.

Devido a muitas pessoas recearem ter os nomes envolvidos em processos judiciais, a Casa propõe resolver o conflito sem que isso ocorra. “Estamos trabalhando em busca de atender o maior número de pessoas possível para que elas saiam daqui com uma solução para seus problemas, antes de ingressarem em processos judiciais”, diz.

Através da Casa de Mediação, são resolvidos conflitos relacionados à pensão alimentícia, brigas entre vizinhos e os pontos do divórcio
consensual para que ele seja homologado posteriormente por um juiz. Além das mediações, o órgão ainda encaminha ao fórum ações de suprimento de óbito e alvará judicial.

A Casa de Mediação Comunitária e Núcleo de Atendimento da Defensoria Pública do Estado, em Crato, é a única do interior do Estado. O órgão é um espaço aberto à comunidade para o restabelecimento do diálogo e da cultura de paz na solução dos conflitos.

 

20.07.2012

Assessoria de Comunicação da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará

Déborah Duarte ( deborah.duarte@defensoria.cegov.br / 85 3101.4372 – 8707.8541)