Transposição do São Francisco: sonho secular começa a se tornar realidade

31 de agosto de 2012

“Esse é um momento histórico para o Nordeste. Com essa etapa, a Transposição do Rio São Francisco, no Ceará, fica viabilizada”. A afirmação foi feita pelo governador Cid Gomes durante assinatura da ordem de serviço do lote 5 da Transposição do Rio São Francisco nesta sexta-feira (31), no Palácio da Abolição. O trecho está localizado entre os municípios de Mauriti, Jati e Brejo Santo, e constitui também a primeira etapa do Cinturão das Águas do Ceará (CAC).

Já são mais de mil empregos diretos gerados com as obras do lote 5 do Projeto de Integração do Rio São Francisco e o processo de seleção de mão de obra vai começar em setembro e priorizará os  operários da região de Jati, Brejo Santo e Mauriti. “O início de construção desse lote nos dá a certeza de que iremos cumprir o prazo de terminar obras civis até o fim de 2014. E, o mais importante, iremos ofertar segurança hídrica para promover desenvolvimento, novos empregos e geração de renda no Estado”, comemorou durante a solenidade o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra.

Francisco_DentroO trecho assinado terá investimento de R$ 518 milhões do Governo Federal e vai permitir a construção de seis novos reservatórios e a ampliação do reservatório Atalho. “Registro aqui a gratidão do Estado ao Ministério da Integração por destravar obstáculos para a realização desse sonho secular”, agradeceu Cid Gomes.

Na primeira das seis barragens, parte da água será derivada ao oeste do Ceará, através do Cinturão das Águas, suprindo a necessidade de água de toda a região metropolitana do Cariri. Serão 150 km de extensão nessa primeira etapa e o canal mais largo de toda a estrutura. Segundo o Ministro, “nesta primeira etapa, que leva água de Jati até Juazeiro do Norte e Crato, no Cariri, nós vamos investir algo em torno de R$ 1,3 bilhão”.

Estiveram presentes na solenidade de assinatura o vice-governador Domingos Filho; o secretário-chefe do Gabinete do Governador, Danilo Serpa; os secretários dos Recursos Hídricos, Daniel Sanford; e das Cidades, Camilo Santana, o presidente da Cogerh, Francisco Rennys; o deputado federal Domingos Neto e os deputados estaduais Wellington Landim e Zezinho Albuquerque.

 

Projeto São Francisco

Francisco_dentro2O Projeto São Francisco é uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que vai levar água para 12 milhões de pessoas em 390 municípios de quatro estados: Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Composta por canais, túneis e aquedutos, o empreendimento está orçado em R$ 8,2 bilhões, com previsão de conclusão em 2015.

 

Cinturão das Águas do Ceará (CAC)

O Trecho 1 do Cinturão de Águas do Ceará (CAC) é parte inicial do projeto do canal gravitário que levará água do Rio São Francisco, ligando os municípios de Jati, localizado na fronteira do Ceará com o Estado de Pernambuco, e Cariús, nos Inhamuns, cruzando o território dos municípios de Jati, Porteiras, Brejo Santo, Abaiara, Missão Velha, Barbalha, Crato e Nova Olinda, no Cariri, passando nas proximidades da Serra do Araripe.

O CAC se constituirá em um sistema adutor com extensão de 1.300 quilômetros de extensão, cobrindo todas as áreas do Estado necessitadas de água. Será formado por um eixo principal e três ramais secundários, cuja finalidade é captar água do Rio São Francisco e distribuí-la para todas as doze macro-bacias hidrográficas do Ceará.

 

31.08.2012

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil ( comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)