Funceme registra chuvas da pré-estação

5 de dezembro de 2012

Os primeiros dias de dezembro chegaram com registros de chuva no Ceará, principalmente na Região do Cariri. Segundo o prognóstico da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), são as chuvas da pré-estação chuvosa do Estado, compreendida pelos meses de dezembro e janeiro. Entretanto, os meteorologistas atentam para o fato de que essas chuvas não possuem qualquer associação com a quadra chuvosa.

A Funceme registrou nesta quarta-feira (05), precipitações em 24 municípios do Sul do Estado, sendo as maiores chuvas no município de Barro, com 30 milímetros e em Barbalha, com 24mm. “As chuvas de dezembro e janeiro são causadas por vórtices ciclônicos e cavados de altos níveis atmosféricos, que são sistemas meteorológicos diferentes do que traz chuvas entre fevereiro e maio, que é a Zona de Convergência Intertropical. Ou seja, se chover bem na pré-estação, não significa que teremos uma boa quadra chuvosa. Essas precipitações que estão sendo registradas no Cariri são típicas da pré-estação chuvosa”, explica o meteorologista da Funceme, Cláudia Rickes.

Sobre a quadra chuvosa (fevereiro, março, abril e maio) de 2013, a Funceme divulgará o prognóstico dia 24 de janeiro. Assim como ocorreu em anos anteriores, a instituição opta por emitir a previsão dias antes do início do período de chuvas para aumentar a confiabilidade das informações que definem o prognóstico.

Para elaborar o documento com a previsão da estação chuvosa de 2013, a Fundação realizará, nos dias 22 e 23 de janeiro, o 15º Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido Nordestino, onde estarão reunidos pesquisadores das instituições meteorológicas dos estados no Nordeste brasileiro, além de representantes do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE) e de centros meteorológicos internacionais.

 

Condições oceânicas

De acordo com o presidente da Funceme, Eduardo Sávio Martins, as condições termodinâmicas (Temperatura da Superfície do Mar-TSM, ventos e pressão atmosférica) dos oceanos Pacífico e Atlântico são monitoradas semanalmente e o Pacífico apresenta uma neutralidade, ou seja, ausência de fenômenos El Niño ou La Niña. “Estas condições não indicam ou não têm sinal de previsibilidade para a estação chuvosa no Ceará em 2013”.

Dessa maneira, segundo Martins, o Oceano Atlântico passa a ter uma importância determinante no período de chuvas do Estado. “Ainda é cedo para nos manifestarmos, pois as condições termodinâmicas do Atlântico só começam a se definir em dezembro”, informa o presidente da Funceme.

 

05.12.2012

Assessoria de Imprensa da Funceme

Guto castro Neto ( comunicacao@funceme.br / 85 3101.1099)