Dragão do Mar abre exposição Dos Percursos e das Poesias nesta terça-feira (18)

17 de dezembro de 2012

Os programas curatoriais apresentados para o Museu de Arte Contemporânea do Ceará em 2013 propõem evidenciar e estimular o pensamento crítico e a produção local, através de uma programação dinâmica, relacional, que evidencie as pesquisas poéticas/teóricas desenvolvida no estado, articulando-as com a produção, nacional e internacional. Também produzirá ações e exposições com os ciclos temáticos que compõem os eventos do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

O eixo principal, do conjunto de exposições elaboradas a partir do Museu de Arte Contemporânea do Ceará em 2013 é a arte contemporânea cearense, no entanto ocontemporâneo não significa um processo de exclusão de determinado tempo, fazer, técnica ou artista, pensar estratégias contemporâneas é justamente se aliar ao tempo, ao que foi produzido, transcrito em visualidade poética, a ideia é entrecruzar a diversidade visual produzida no decorrer da nossa breve história da arte, pensando o “agora” também, através de outros instantes.

Dentre diversas ações buscamos criar estratégias de apoio à produção, baseadas em plataformas de residências artísticas, tanto nacionais como internacionais, estímulo ao pensamento crítico e a publicações, formação de coleções para acervo a partir de pesquisas fundamentadas por eixos conceituais, assim como possibilitar acesso a construção de um repertório visual, tanto para artistas como para o público em geral. E repertório visual se legitima justamente articulando uma política de exposições que contemple potências geracionais diferentes, locais, nacionais e internacionais. É fundamental possibilitar acesso à construção do olhar, ao estímulo do pensar e dessa fricção produzir um público tomadopela sensação de pertencimento ao museu.

Fundamental também nesse novo momento do Museu de Arte Contemporânea do Ceará é ter um projeto educativo articulado conceitualmente, que trabalhe junto à curadoria, que elabore estratégias com o entorno, com os professores das redes municipal, estadual, particular e universidade, desenvolvendo metodologias de aproximação entre as exposições e esse público. Plataformas educativas e políticaspara o acervo também estão sendo desenvolvidas como: adequação espacial da reserva técnica, processo de inventário dos acervos, pesquisa, curadorias e publicações relacionadas a essas coleções específicas.

Os projetos que comporão a programação de 2013 serão avaliados ou sugeridos por uma comissão curatorial composta por: Paulo Linhares (CE), Bitu Cassundé (CE), Diego Matos (CE/SP) e Ricardo Resende (SP).

Bitu Cassundé

Curador MAC CE

Projeto Novas Aquisições MAC CE

Dos percursos e das poesias

Arte contemporânea nordestina na coleção MAC CE

Esse breve recorte da produção contemporânea nordestina apresentada pelo MAC CE através da exposição Dos percursos e das poesias, é resultado de uma série de ações desenvolvidas pelo curador Bitu Cassundé na região – que se compõem por pesquisas, curadorias, formação de coleção, organização de seminários, coordenação de residências artísticas – através de programas de mapeamento da produção e também pelo período a qual dirigiu o Museu Murillo La Greca em Recife. O conjunto apresentado para exposição é formado por obras de 14 artistas, doadas gentilmente pelo grupo: Efrain Almeida (CE), Euzébio Zloccowick (AL), Yuri Firmeza (CE), Amanda Melo (PE), Márcio Almeida (PE), José Rufino, (PB), Virginia de Medeiros (BA), Thiago Martins de Melo (MA), Waleria Américo (CE), Bruno Vilela (PE), Rodrigo Braga (PE), Marina de Botas (CE), JaredDomício (CE), Marcelo Gandhi (RN). O Museu de Arte Contemporânea que inicia uma nova fase a partir da exposição Dos percursos e das poesias pretende elaborar ações em torno do seu acervo já existente e buscar eixos curatoriais para formação de novas coleções, sendo essa a primeira que se apresenta.

A mostra evidencia direcionamentos que caracterizam a recente produção da arte contemporânea nordestina e apontam questões que são abordadas pelas poéticas como: corpo, paisagem, referências biográficas, trânsito/deslocamento, ficção, autorrepresentação e alteridade, através de linguagens como vídeo, desenho, pintura e instalação.

Abertura dia 18/12 às 19h no Museu de Arte Contemporânea do Ceará

 

Programação:

18/12 – Abertura da exposição às 19h no Museu de Arte Contemporânea do Ceará.

19/12 – Fala com artistas da mostra e com o curador Bitu Cassundé a partir das 18h na Biblioteca Leonilson, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará. Participação do curador e crítico Marcio Harum (SP).

 

Bitu Cassundé– mestre pela Escola de Belas Artes da UFMG, atualmente desenvolve pesquisa de doutorado na ECA USP e é o curador do Museu de Arte Contemporânea do Ceará. Foi curador assistente e coordenador de pesquisa no MAC CE (1998-2007), integrou a equipe curatorial doPrograma Rumos Artes Visuais do Itaú Cultural (São Paulo, 2008-2009); entre 2009 e 2011 dirigiu o Museu Murillo La Greca em Recife. Seus último projetos curatoriais foram: Sob o peso dos meus amores (Itaú Cultural- SP), Leonilson – Sob o peso dos meus amores (Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre), Metrô de Superfície (Paço das Artes SP). Integrou diversos júris pelo país dentre eles o de premiação, CNI SESI Marcantonio Vilaça 2011-12. Juntamente com Clarissa Diniz formou a coleção contemporânea do Centro Cultural Banco do Nordeste, vinculado ao projeto Metrô de Superfície.

 

Marcio Harum (SP)

É curador de Artes Visuais do Centro Cultural São Paulo. Foi fellow do Goethe-Institut no departamento de programas públicos da dOCUMENTA (13) de Kassel e realizou a mostra de filmes-performance (distruktur) no Paço das Artes em 2012. Apresentou a coletiva ‘Meditação,Transe’ na Mendes Wood e a série de seminários internacionais Panoramas do Sul pelo 17o Videobrasil no SESC Belenzinho em 2011. Integrou a equipe de críticos do programa anual de exposições do CCSP e da Temporada de Projetos do Paço das Artes. Coordenou os programas de oficinas ‘Experiências Dialógicas’ voltado às práticas curatoriais no Centro Cultural da Espanha em São Paulo e o Cada 2, orientado aos artistas em formação (SESC Pompéia, 2009-2010). Participou do comitê curatorial do programa nacional Rumos Artes Visuais 2008-2010 do Instituto Itaú Cultural. Esteve em residência curatorial em centros de arte, como no programa “Harder, better, stronger, slower!” (Matadero/ S.M.A.K., 2008) e no FrankfurterKunstverein em 2007. Participou da equipe de fundação da Bienal delFindel Mundo (Ushuaia, Argentina, 2007) e colaborou com a 10a Bienal de Havana em 2009. Foi assistente curatorial da 27a Bienal de São Paulo em 2006. Vive em São Paulo.

 

Serviço:

Museu de Arte Contemporânea – MAC-CE

De Terça a Domingo – 14 horas às 21 horas (com acesso até às 20h30min)

Contato: 85 34888624 ou (85) 97910395 Bitu Cassundé

Entrada Gratuita

 

17.12.2012

Assessoria de Imprensa do Dragão do Mar

Luciana Vasconcelos

085 3488.8625