Bancos de leite esperam doações para alimentar bebês em UTIs

21 de dezembro de 2012

Garantir a alimentação de recém nascidos internadas em hospitais públicos é a preocupação dos bancos de leite das unidades da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) no período das festas de final de ano, quando há diminuição das doações. O Banco de Leite Humano do Hospital Geral Dr. César Cals, por exemplo, funcionará normalmente nos feriados de 25 de dezembro e 1º de janeiro, das 07 horas às 19 horas. Os serviços de doações, informações, orientações e atendimento no banco serão mantidos. Isso acontece também nos dias de vésperas, 24 e 31 de dezembro.

Para uma comunicação direta e rápida com o banco, qualquer pessoa pode ligar gratuitamente para o número 0800 286 5678. Uma equipe especializada estará de plantão para realizar o atendimento. As mães podem entrar em contato com o hospital para tirar dúvidas, esclarecimentos sobre amamentação, orientações, entre outros. Atualmente, o HGCC precisa de pelo menos 15 litros diários para atender a demanda dos bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal.

O Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS) tem atualmente 20 bebês prematuros, de baixo peso internados na UTI neonatal que precisam de leite humano para sobreviver. Os bebês consomem cerca de três litros por dia. O banco de leite do HIAS conta com 25 doadoras voluntárias, quando precisaria de, no mínimo, 50 doadoras para funcionar com uma margem de segurança.

Além de realizar a coleta, o processamento, o fracionamento e a distribuição do leite humano doado, o Banco de Leite ainda promove e incentiva o aleitamento materno. Através do telefone 0800.280.4169, ligação gratuita, as mães interessadas em doar recebem orientações sobre a retirada do leite e os cuidados com o acondicionamento. Para estocar, podem ser utilizados vidros de maionese ou café solúvel esterilizados. O leite deve ser conservado no congelador por até 10 dias. A coleta do leite doado é feita gratuitamente em domicílio.

O Banco de Leite Humano do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) recebe atualmente cerca de cinco doações diárias, que garantem até 1 litro de leite para a alimentação dos bebês internados. São 40 doadoras, internas e externas, a cada mês. O Serviço de Neonatologia (SENEO) do HGF funciona com 18 leitos de alto risco e 16 leitos de médio risco, uma unidade mãe-kanguru com 4 leitos, com perspectiva para abertura de mais 10 leitos de alta complexidade. Na unidade neonatal, as mães dispõem de uma sala de ordenha que funciona 24 horas para coleta de leite materno destinado ao consumo do filho internado ou para doação ao Posto de Coleta de Leite Humano.

 

Salva vidas

Dados da Secretaria da Saúde do Estado mostram que o leite materno traz saúde e vida para as crianças. Na proporção em que o índice de aleitamento aumenta, a mortalidade infantil é reduzida. No Estado, chega a 71,14% o percentual de bebês acompanhados pelas equipes do Programa Saúde da Família (PSF) que são alimentados até quatro meses de vida somente com o leite materno. A Taxa de Mortalidade Infantil, que era de 32 por mil nascidos vivos no ano de 1997, ano em que o índice de aleitamento era menor, de 47%, foi reduzida para 13,1 em 2011. Segundo estudos do IBGE, o Ceará foi o Estado que mais diminuiu a mortalidade infantil no país.

Na amamentação, os bebês recebem os anticorpos da mãe para proteção contra infecções, principalmente diarreia e pneumonia. O leite materno diminui ainda alergias e obesidade. A amamentar também é importante para a saúde da mulher. O sangramento após o parto é menor assim como os riscos de desenvolver anemia. A mulher também corre menos riscos de câncer de mama, ovário, e ainda de diabetes e infarto. Além da mulher, toda a rede familiar pode apoiar a amamentação.

 

Serviço:

Banco de Leite do Hospital Geral César Cals: 0800 286 5678

Avenida do Imperador, 545, Centro.

Banco de Leite do Hospital Infantil Albert Sabin: 0800-2804169

Rua Tertuliano Sales, 544-B. Vila União.

Banco de Leite Humano Hospital Geral de Fortaleza: 3101-3335

Rua Ávila Goulart, 900, Papicu.

 

21.12.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 3101.5221 – 8733.8213)

Twitter: @SaudeCeara