Estado terá 4 mil novas vagas de capacitação e 333 vagas em residência em saúde

26 de dezembro de 2012

O governador Cid Gomes lança nesta quinta-feira (27), às 10 horas, no auditório do Palácio da Abolição, com o Ministério da Saúde e por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGETS), a estratégia Sistema Saúde Escola do Sistema Único de Saúde Ceará (SSESUS – CE). A estratégia SSESUS vai garantir recursos da ordem de R$ 35 milhões para capacitação de profissionais da saúde no Ceará e possibilitará a formação de profissionais de saúde em larga escala para as 23 regiões de saúde do Estado, sendo pioneira no Brasil e no mundo,  segundo afirma a superintendente da Escola de Saúde Pública (ESP-CE), Ivana Barreto.

Na visão da superintendente, a SSESUS – CE se tornou possível por meio dos programas de educação permanente liderados pela SGETS, em especial o Pró-residência, o Programa de Valorização da Atenção Básica e o Programa Nacional de Formação Técnica-Profissionalizante na Saúde (PROFAPS); a capacidade técnica em saúde instalada no Estado; a grande expansão da Rede  de Saúde Pública no Ceará no atual governo; o conjunto de Instituições de Ensino Superior e Escolas do SUS existentes; o Cinturão Digital; a Seleção Unificada para Residências Médicas do Ceará (Surce) a partir de 2012; o papel da ESP-CE como articuladora da colaboração interinstitucional entre as instituições de ensino e os serviços de saúde; e, por fim, a competência humana e técnico-científica dos profissionais de saúde do  Ceará. A estratégia SSESUS – CE vai garantir recursos da ordem de 35 milhões para capacitação de profissionais da saúde no Ceará. A solenidade contará com a presença do titular da SGETS, Dr. Mozart Sales.

A assinatura de sete convênios entre a ESP-CE e o Ministério da Saúde associada a liberação de recursos do tesouro estadual, vai possibilitar a oferta pela ESP-CE, a partir de fevereiro de 2013, de mais 333 vagas para Residências em Saúde no Estado, 111 vagas para residências médicas e 222 para residências multiprofissionais nas áreas de saúde da família, saúde mental, saúde coletiva e cancerologia; 4.000 vagas para capacitação em urgência e emergência, numa resposta articulada dos governos federal, estadual e municipais para o enfrentamento da epidemia de acidentes de trânsito e violência interpessoal; 320 gestores e profissionais para o Programa Academia na Saúde; e especialização de 80 profissionais de saúde em terapia intensiva, entre outras ações de educação permanente em saúde.

Por meio de transferência indireta, está prevista a captação pelo Ceará de R$ 19.020.960,00 (dezenove milhões) em bolsas de Residências em Saúde por meio do Pró-residência/SGETS). Outros R$ 7.280.000,00 (sete milhões, duzentos e oitenta mil reais) estão previstos para serem transferidos pela Secretaria de Assistência à Saúde do MS aos Hospitais do Estado que ampliarão em dez ou mais vagas os seus programas de residência médica a partir de 2013.

 

26.12.2012

Assessoria de Imprensa da ESP-CE

Marcos Saudades / Lena Ximenes ( ascom@esp.ce.gov.br / 85 3101.1398)