Bacias Hidrográficas do Ceará acumulam 8,5 bilhões de metros cúbicos de água

9 de janeiro de 2013

Mesmo com a grave estiagem enfrentada pelo Ceará nos últimos meses, considerada pelos meteorologistas com uma das piores dos últimos 40 anos, o Estado acumula cerca de 8,5 bilhões de metros cúbicos de água, volume considerado aceitável e que está dividido entre os 139 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Das 12 Bacias Hidrográficas monitoradas pela Companhia, onde estão localizados  os principais reservatórios cearenses, três apresentam volume acima de 50%: Alto Jaguaribe (64,74%), Médio Jaguaribe (54,66%) e Serra da Ibiapaba (66%). Entre os açudes das bacias citadas que apresentam o maior volume armazenado estão o Orós (71%), localizado no município de Orós, Valério (72%), localizado no município de Altaneira, Trussu (76%), localizado no município de Iguatu, e Castanhão (55%), localizado no município de Alto Santo.

Outras nove bacias apresentam volume inferior a 50%, dentre as quais está a Bacia dos Sertões de Crateús, que apresenta um volume de 17%, o menor índice entre todas as bacias. Nove açudes compõem a Bacia dos Sertões de Crateús e todos apresentam volume inferior a 30%. Entre os reservatórios da bacia que apresentam o menor índice estão os açudes Sucesso (8%), localizado no município de Tamboril, Realejo (10%), localizado no município de Crateús, e Colina (9%), localizado no município de Quiterianópolis.

Apesar da estiagem que afeta o estado e da diferença apresentada entre os volumes armazenados nas bacias hidrográficas, o Governo do Estado do Ceará, por intermédio da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), Cogerh e da Superintendência de Obras Hidráulicas (Sohidra), garante a segurança hídrica para consumo humano, industrial e de outros usos. 

 

09.01.2013

 

Assessoria de Comunicação e Marketing da Cogerh

Leonardo Meireles E. de Souza

Fone: + 55 85 3218.7024 / 3218.7025
ascom@cogerh.com.br
Twitter: @Cogerh_ce
Facebook:https://www.facebook.com/cogerh