Mobilidade Urbana: obras no Ceará chegam a R$ 6,4 bilhões

18 de julho de 2013

O Ceará está recebendo investimentos da ordem de R$ 6,4 milhões para obras de mobilidade urbana. Os números foram apresentados nesta quinta-feira (18), quando a Presidenta Dilma Roussef e o governador Cid Gomes inauguraram as duas últimas estações da Linha Sul do Metrô de Fortaleza – Chico da Silva e José de Alencar.

Durante a cerimônia, a Presdienta ratificou a decisão do Governo Federal em firmar parcerias com os governos estaduais para atuar e tornar disponíveis, cada dia mais, os direitos sociais da população.  Ela destacou que o Ceará é um Estado que tem se tornado vitrine e parte disso deve-se a vontade política do Governador em querer fazer e a determinação em buscar soluções. Dilma, na ocasião, citou grandes projetos de mobilidade urbana que estão em execução no Ceará : quatro composições de trens elétricos; duas linhas do metrô; execução da Linha Leste; implantação de Veículo Leve sobre Trilhos; etc.

interna 2Conforme a Presidenta, o Governo Federal tem disponibilizado R$ 89 bilhões em mobilidade urbana, com 192 obras, em cem cidades de médio e grande porte. “O problema dos brasileiros é um problema do Governo Federal”, destacou, ao se referir aos grandes desafios enfrentados para melhorar a qualidade de vida da população.

O governador Cid Gomes fez questão de lembrar que acontecia ali um momento histórico. Segundo ele a entrega do Metrô de Fortaleza é “uma marca inapagável”, já que as obras haviam sido iniciadas há 16 anos. Com a inauguração, a Linha Sul chega, a partir de agora, a 24,1 quilômetros e conta com 18 estações.

“Não tenho dúvidas que, muito em breve e com todos esses investimentos que Fortaleza está recebendo, nós vamos ter a maior malha metroviária per capta de todas as capitais”, anunciou. De acordo com o gestor estadual, a malha metroviária de Fortaleza alcançará 71 quilômetros, atrás apenas de São Paulo, que conta com 77 quilômetros.

interna 3Cid também lembrou que apresentou, na última semana, à ministra do Planejamento Miriam Belchior, três projetos para o Pacto de Mobilidade Urbana, lançado pelo Governo Federal. Um deles propõe novos 36 km para a Linha Oeste do Metrô de Fortaleza, que atualmente é uma linha de trem a diesel e que teria, conforme a proposta apresentada, 21 km que passariam a ser de metrô eletrificado, com dedicação exclusiva, sem passagem de nível.

O segundo, inclui a duplicação da Linha Oeste –que liga o Centro de Fortaleza a Caucaia, e o terceiro, a ampliação dessa Linha até o Porto do Pecém (mais 54 km de extensão).  Os três projetos somam R$ 1,8 bilhão.

O ministro das Cidades, também presente ao evento, lembrou o abandono da Mobilidade Urbana nas últimas décadas e disse que o Governo Federal está executando o maior Programa de Mobilidade do mundo. Só o Pacto lançado recentemente receberá R$ 50 bilhões para investimentos. “isso só tem sido possível graças ao compromisso do Governo Federal e a parceria que tem sido construída com os Estados”, finalizou.

interna 4Estiveram presentes: o vice governador, Domingos Filhos; ministros Fernando Bezerra (Integração Nacional), Leonidas Cristino (Portos), Tereza Campelo (Desenvolvimento Social); senadores Inácio Arruda e José Pimentel; presidente da CBTU, Francisco Carlos Caballero; secretários estaduais Adail Fontenele (Infraestrutura), César Pinheiro (Recusros Hhídricos), Camilo Santana (Cidades), Francisco Pinheiro (Cultural), Arruda Bastos (Saúde), Gony Arruda (Esportes), Rômulo Fortes (Metrofor), o prefeito Roberto Cláudio, os deputados federais Ilário Marques, Antonio Balhmann, Chico Lopes, Gorete Pereira, Edson Silva e os estaduais Rachel Marques e Lula Moraes.

Linha Sul

A Linha Sul do Metrô de Fortaleza é uma obra construída com recursos dos Governos Federal e Estadual. Faz parte do sistema metroferroviário que está sendo implantado no Ceará, juntamente com a Linha Oeste, Linha Leste, Ramal VLT Parangaba-Mucuripe, Metrô do Cariri e Metrô de Sobral. Ela liga as Estações Carlito Benevides, em Pacatuba, e Central – Chico da Silva.
Começou a ser construída em janeiro de 1999, mas somente a partir de 2007 houve um incremento no ritmo de execução das obras. O período de 2007 a 2012 foi responsável por mais de 58% de todos os investimentos na Linha Sul, que está orçada em R$ 1,5 bilhão. Além disso, nesse período, o Governo do Estado conseguiu garantir o investimento de R$ 35 milhões provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento PAC 2, do Governo Federal, para a construção das estações Padre Cícero e Juscelino Kubitschek.  

Linha Leste

As obras da Linha Leste, que tem 12,4 km de extensão, deverão começar ainda no segundo semestre desse ano (2013). A linha terá as seguintes estações: Sé, Luíza Távora, Colégio Militar, Nunes Valente, Leonardo Mota, Papicu, HGF, Cidade 2.000, Bárbara de Alencar, Centro de Eventos e Edson Queiroz. Além dessas, haverá integração com as linhas Oeste e Sul na estação central Chico da Silva, totalizando doze estações.

Linha Oeste

A Linha Oeste liga Fortaleza a Caucaia. Nesse trecho, que é hoje operado pelo sistema diesel, estão sendo realizadas atualmente melhorias na via permanente, no material rodante e nas estações. As obras da Linha Oeste como metrô, que serão feitas em uma etapa posterior, contemplarão 21 km; a execução de 14 estações metroviárias; a construção de viadutos para eliminação das passagens de nível; e a eletrificação da linha.

18.07.2013

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado do Ceará
Casa Civil ( comunicacao@imprensa.ce.gov.br / 85 3466.4898)