Polo da Saúde prepara terreno para receber unidade da Fiocruz

13 de agosto de 2013

O terreno desapropriado pelo Governo do Estado no bairro da Precabura, município de Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza, para a implantação do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde (PITS) já está com 50% do serviço de terraplenagem concluído na área de 40 mil metros quadrados onde será instalada a unidade da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) no Ceará. Até o final deste ano serão concluídos os serviços de abastecimento de água, esgoto, drenagem, energia e a pavimentação e urbanização do terreno para o início das obras do prédio de gestão e ensino, com 13 mil m2 de área e 23 salas de aula com capacidade para 560 alunos, o prédio de pesquisa, de 15 mil m2 de área, com 15 laboratórios, dois deles de nível de biossegurança 3, e o prédio de infraestrutura, com auditório para 300 lugares, anfiteatro e praça. A licitação para a obra da unidade da Fiocruz será lançada em setembro.

O secretário da Saúde do Estado, Arruda Bastos, acompanhado do coordenador do escritório da Fiocruz no Ceará, Carlile Lavor, visitou na manhã de segunda-feira (12), o terreno da futura unidade da Fundação, para acompanhar a evolução dos serviços. Com prazo de construção de 24 meses, a unidade da Fiocruz estará concluída em meados de 2015. Tudo começou em 2007, na Secretaria da Saúde do Estado, que deu início ao processo de negociação para implantação da unidade da Fiocruz no Ceará.

A unidade da Fiocruz no Ceará tem como objetivos principais fortalecer a atenção primária à saúde e a Estratégia da Saúde da Família; atuar na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação em fármacos, medicamentos, equipamentos e materiais de saúde; e realizar pesquisas científicas direcionadas à realidade ambiental e epidemiológica da região, entre outras atividades. Desde fevereiro de 2009 a Fiocruz mantém um escritório técnico no Estado. O núcleo promove o intercâmbio de profissionais e iniciativas para a estruturação das ações da Fundação no Ceará. O Ceará, afinal, tem relevante dimensão política e econômica, papel estratégico para o desenvolvimento regional e acumula notórias competências acadêmicas e experiências em saúde pública.

Uma das iniciativas de destaque da Fiocruz Ceará é a criação da Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família (Renasf), em parceria com instituições de ensino e pesquisa da região, com a Secretaria Estadual e com as Secretarias Municipais de Saúde. A futura sede da Fiocruz Ceará será construída em um terreno de 10 hectares, cedido pelo Governo do Estado, situado no Pólo Tecnológico e Industrial da Saúde.

O local onde será implantado o Polo Industrial e Tecnológico da Saúde tem uma área total de 55 hectares. Serão três empresas âncoras: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), CTI Renato Archer (vinculado ao Ministério da Ciência e Tecnologia) e Isofarma. A área institucional tem cerca de 25 hectares e as áreas restantes serão ocupadas por novos empreendimentos.

Em 2012, a Fiocruz confirmou a instalação no PITS do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Biomanguinhos/Fiocruz), a primeira fábrica de vacinas da Fiocruz fora do Rio de Janeiro.  Com produção baseada em plataforma vegetal, a fábrica começará com uma planta industrial de expressão transiente em plantas, tecnologia desenvolvida pela Fraunhofer Center of Molecular Bioptechnology, parceira norte-americana da Fiocruz, e produzirá inicialmente vacina para febre amarela. A fábrica terá cerca de 84 mil metros quadrados de área construída e, além da área industrial, terá um prédio para de desenvolvimento tecnológico de novos produtos.

 

13.08.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá
selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara