Mais de 19 mil tomografias já foram feitas na nova rede de saúde no Interior

16 de agosto de 2013

Desde que a tomografia computadorizada começou a ser oferecida, há dois anos, pela nova rede de hospitais e unidades da Secretaria da Saúde do Estado no Interior do Ceará, 19.586 solicitações deixaram de ser encaminhadas para a realização dos exames em Fortaleza. Inaugurado em abril de 2011, o Hospital Regional do Cariri (HRC), primeira unidade da rede pública no Interior equipada com tomógrafo, realizou até este ano 15.228 exames. Na Policlínica Bernardo Félix da Silva, em Sobral, que atende a população dos 24 municípios da 11ª Região de Saúde, foram realizadas 3.648 tomografias de outubro do ano passado para cá. No Hospital Regional Norte (HRN), no mesmo município, inaugurado no início do ano, foram realizados 710 exames. 

A tomografia computadorizada fornece imagens mais precisas do que as do Raio X, detectando alterações muito pequenas em ossos, tecidos, órgãos e outras estruturas do corpo. É utilizado para investigar nódulos ou tumores, bem como vasos pulmonares e cerebrais. Além dos equipamentos já em operação em Sobral e no Cariri, outros nove tomógrafos funcionarão no interior do Ceará, nas policlínicas do tipo 2 que estão sendo concluídas e equipadas para inauguração nas regiões de saúde de Barbalha, Quixadá, Iguatu, Tianguá, Crateús, Limoeiro do Norte, Caucaia e Maracanaú, além da unidade do Crato, acrescentada ao programa de expansão e melhoria da assistência pelo governador Cid Gomes, e que está com o edital pronto para assinatura da ordem de serviço.

O Hospital Geral de Fortaleza (HGF) realiza em torno de 20 mil tomografias por ano. Em 2011 foram realizados 20.066 exames, outros 20.259 no ano passado, e 10.849 até julho deste ano. O Hospital Geral César Cals realizou 9.313 exames em 2011, 9.188 em 2012 e 3.200 este ano, enquanto que o Hospital Infantil Albert Sabin, nos mesmos períodos, fez 6.017, 5681 e 2.771 tomografias. O Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes está reformando o ambiente para a instalação de um novo equipamento.

Outro exame complexo que passou a ter mais facilidade de acesso para o diagnóstico preciso de doenças no interior do Estado é a ressonância magnética no HRC e no HRN. Os dois hospitais já realizaram 3.487 exames, sendo 3.466 no Hospital Regional do Cariri e 21 no Hospital Regional Norte. O exame de ressonância magnética é um método de diagnóstico por imagem que não utiliza radiação e permite retratar imagens de alta definição dos órgãos do corpo. Em Fortaleza, a ressonância magnética é feita no HGF, que realizou 9.046 exames em 2011, 6.684 em 2012 e 4.316 de janeiro a julho deste ano.

16.08.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara