Governo do Estado divulga investimentos de R$ 700 milhões para a agricultura

19 de agosto de 2013

O Governo do Estado vai lançar o maior pacote para investimentos em recursos hídricos. Serão R$ 700 milhões investidos em obras e ações estruturantes. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (19), durante a assinatura do Projeto Paulo Freire, no Palácio da Abolição. “O processo de licitação desse pacote deve ser inciado ainda em outubro deste ano, formado por um conjunto de obras nessa área. É impossível mudar a realidade da agricultura cearenses sem que haja água. Energia também é fundamental, até o final de 2014 o Estado deve universalizar a energia no Ceará”, destacou Cid Gomes. Ainda segundo o Governador, aliado a investimentos e infraestrutura é fundamental capacitar e educar as famílias que vivem do campo, e esse vem sendo um dos grandes desafios. “Por isso a importância da assinatura do Projeto Paulo Freire, assinado aqui hoje, que tem como característica principal a capacitação de pessoas”, explica.

O Projeto Paulo Freire vai beneficiar 31 municípios cearenses que têm os menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) com investimento de R$ 162,2 milhões oriundos de financiamento do Governo do Estado junto ao Fundo Internacional do Desenvolvimento Agrícola (Fida) – 50% via Fida e 50% Tesouro do Estado. O montante, segundo o secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, será aplicado em ações como a implantação de projetos produtivos nesses municípios, e em especial na capacitação dos pequenos agricultores. “Muitas das dificuldades não é a falta de de recursos, e esses famílias não esterem devidamente preparados e capacitados para receber os projetos e ações oriundas de investimentos na agricultura”, reforçou o secretário.

O investimento será aplicado entre os anos de 2013 e 2019, em ações para reduzir a pobreza rural no semiárido cearense no âmbito agrícola e não agrícola, com foco principal em jovens e mulheres. Os municípios que serão beneficiados são Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Campos Sales, Nova Olinda, Potengi, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas, Aiuaba, Arneiroz, Hidrolândia, Parambu, Ipu, Ipueiras, Pires Ferreira, Quiterianópolis, Tauá, Coreaú, Frecheirinha, Graça, Massapê, Moraújo, Mucambo, Pacujá, Reriutaba, Senador Sá, Sobral, Varjota e Irauçuba.

Segundo o representante do Fida, Havard Vieira, serão cerca de 60 mil famílias beneficiadas, o que corresponde a 755.839 habitantes com uma nova oportunidade de se capacitarem. “O objetivo é reduzir a situação de vulnerabilidade social que vivem essas famílias. Ainda segundo Havard Vieira, o Projeto Paulo Freire trabalhar em parceria com diversas instituições que já são parceiras. O Estado terá 18 anos para pagar o empréstimo e ainda terá três anos de carência. O empréstimo recebeu o parecer favorável do Governo Federal.

Participaram da solenidade a deputada Beth Rose, representando a Assembleia Legislativa do Ceará; os deputados Sérgio Aguiar e Professor Teodoro; o vice-presidente da Aprece, Expedito Nascimento; o presidentes da Fetraece, Moisés Braz; o presidente da Ematerce, José Maria Pimenta, e prefeitos dos municípios beneficiados com o Projeto Paulo Freire.

 

19.08.2013

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil ( comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)