Número de atendimentos mostra que usuários de drogas buscam ajuda

26 de Janeiro de 2015

Homem, 19 a 39 anos, residente em Fortaleza e usuário de múltiplas drogas. Esse é o perfil predominante das pessoas que procuraram os serviços do Centro de Referência sobre Drogas (CRD) no primeiro mês de funcionamento, de 18 de dezembro de 2014 a 18 de janeiro de 20115, período em que essa unidade da Secretaria da Saúde do Estado atendeu 183 usuários, fez 277 encaminhamentos e recebeu 169 ligações no teleatendimento, pelo número 0800275.1475 . No CRD os usuários são atendidos pelo programa “Acolhe Ceará”, que dispõe de profissionais humanizados e preparados para fazerem a regulação de vagas e o encaminhamento ao tratamento. Além do atendimento presencial e pelo telefone, o CRD realiza atendimento também através de unidades móveis.
 

Das 183 pessoas que receberam atendimento presencial, 156, o equivalente a 87%, são de Fortaleza, seis (3%) moram em Caucaia e, os demais, de outros 11 diferentes municípios – Aracoiaba, Cascavel, Crateús, Itapipoca, Jaguaretama, Maracanaú, Maranguape, Ocara, Pacatuba, Quixeramobim e Trairi. Foram atendidos 184 homens (90%) e 18 mulheres (10%). Por faixa etária, foram atendidas 12 pessoas de 12 a 18 anos, 57 de 19 a 29 anos, 57 de 30 a 39 anos, 31 de 40 a 49 anos, 12 de 50 a 59 anos e 8 acima de 60 anos. Os demais não informaram a idade.

 

Incluindo os retornos, o CRD atendeu 188 pessoas que fazem usuários de drogas, fez o acompanhamento de 48 processos no Ministério Público, solicitou 20 visitas domiciliares e prestou oito atendimento a familiares de dependentes químicos. A maioria dos encaminhamentos, 61 deles, ou 22% dos 277 feitos pelo CRD, foram para comunidades terapêuticas, sem pagar nada, porque as vagas, no total de 666, são bancadas pela Secretaria da Saúde do Estado e também pelo governo federal, através do Ministério da Justiça. Foram feitos, também, 42 encaminhamentos (15%) para unidades básicas de saúde, 40 (14%) para Centros de Apoio Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), 37 (13%) visitas familiares e 28 encaminhamentos para o Ministério Público. Houve, ainda, encaminhamentos a unidades de desintoxicação, coordenadorias regionais de saúde de Fortaleza, grupos de mútua ajuda e ao Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto.

 

No teleatendimento, o CRD recebeu 90 ligações de Fortaleza, 53% do total de 169 ligações. As demais ligações foram de outros 16 diferentes municípios do Estado. A maioria das pessoas, 63 do total, ligou procurando ajuda para um parente usuário de drogas. Houve 59 ligações de pais solicitando orientação e ajuda para filhos dependentes químicos e 22 pessoas ligaram pedindo ajuda para si.

 

Localizado na Rua Oto de Alencar, 139, Jacarecenga, antiga sede da Escola de Ensino Fundamental e Médio Juvenal Galeno, o CRD faz parte da estrutura da Secretaria da Saúde do Estado e integra as políticas públicas intersetoriais sobre uso de álcool e outras drogas. Com esse objetivo, promove ações de prevenção e fortalece a atenção integral aos usuários e suas famílias, acolhe e encaminha dependentes e familiares para as redes assistencial e de reinserção social, além de capacitar recursos humanos e fomentar a realização de pesquisas de dados epidemiológicos no Estado.

 

26.01.2015
Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara