Secretaria da Saúde do Estado vacina contra HPV e sarampo no próximo sábado (14)

13 de Março de 2015

O próximo sábado, 14, é um bom dia para as famílias deixarem a saúde dos filhos mais protegida. Não tem aulas para eles no sábado, mas as famílias precisam fazer um importante exercício indo aos postos de saúde para a vacinação contra o HPV e o sarampo. Terão mais alternativas de locais para vacinação, além dos postos de saúde dos municípios. A Secretaria da Saúde do Estado vai abrir as portas, excepcionalmente, para vacinar das 8 às 17 horas. A Secretaria da Saúde fica na Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema.

As famílias devem ficar atentos às idades indicadas para as duas vacinas. A vacina que protege do papilomavírus humano (HPV) está sendo aplicada desde o último dia 9 nos postos de saúde em meninas de 9 a 13 anos. De 9 a 11 anos é a primeira dose da vacina. Até 13 anos as meninas podem receber a segunda dose, tomada seis meses após a aplicação da primeira dose. Cinco anos após a primeira dose as meninas precisam ser vacinadas novamente para que no futuro sejam mulheres livres do câncer do colo de útero. A vacina contra HPV evita o câncer do colo de útero, o terceiro tipo de câncer que mais mata mulheres, atrás apenas do câncer de mama e de brônquios e pulmões.

Já a idade das crianças para serem vacinadas e protegidas do sarampo é dos seis meses a menores de cinco anos. A primeira dose, como há um surto da doença, o Ministério da Saúde decidiu antecipar de 1 ano para seis meses a aplicação da primeira dose. A segunda dose é com 1 ano e a terceira com 1 ano e três meses. Somente com as três doses as crianças ficam protegidas do sarampo. Fora dessa faixa etária, por exemplo, crianças com 2, 3, 4 anos só precisam ser vacinadas duas vezes. No sábado, as equipes de vacinação vão verificar as cadernetas de cada criança para atualizar as doses e assim assegurar a imunização.

Desde o dia 25 de dezembro de 2013 um surto de sarampo preocupa o Ceará. Antes dessa data, há 14 anos não era registrado nenhum caso no Estado. Até a última sexta-feira, 6 de março, foram confirmados 763 casos da doença, sem nenhum óbito, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Sesa. A vacina é a única forma de proteção do surto, que também atinge diferentes países das Américas e da Europa.

13.03.2015

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara