Semana da Água: conheça as 7 principais ações do Governo para garantir a segurança hídrica no Ceará

22 de Março de 2015

O Governo do Estado, através do Sistema Estadual de Recursos Hídricos, gerencia diariamente uma série de ações que visam garantir a segurança hídrica de todo o Ceará. Através do endereço www.atlas.srh.ce.gov.br, a população pode acompanhar o andamento das obras, programas e projetos executados no nosso estado. E no link www.hidro.ce.gov.br é possível observar diariamente o volume atualizado dos açudes monitorados pela Cogerh em todas as regiões.

Neste dia 22 de março, quando se comemora o Dia Mundial da Água, conheça as 7 principais ações do Governo do Estado para melhorar cada vez mais o sistema hídrico no Ceará.

1) Eixão das Águas
Os 256 km de adutoras, estações elevatórias, reservatórios, aquedutos e canais que ligam o Açude Castanhão à Região Metropolitana de Fortaleza, são responsáveis pelo abastecimento de água na quinta maior capital do país. Ao todo, um investimento de mais de R$ 1,5 bilhão garante o atendimento a 4,2 milhões de pessoas nos próximos 30 anos. A água captada no rio Jaguaribe, abastece também em seu trajeto municípios como Alto Santo, Aquiraz, Eusébio, Guaiúba, Pindoretama, Jaguaribara, Morada Nova, Ibicuitinga, Russas, Limoeiro do Norte, Ocara, Cascavel, Chorozinho, Pacajus, Horizonte, Itaitinga, Pacatuba, Maranguape, Maracanaú, Caucaia, São Gonçalo do Amarante, além de Fortaleza, do Distrito Industrial de Maracanaú e do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Rcinturao das aguas MG 50082) Cinturão das Águas 
A principal obra hídrica da história do Ceará inclui 1.300 km de canais, sifões e túneis que receberão e distribuirão a água da transposição do Rio São Francisco para 12 bacias hidrográficas. Atualmente, está andamento a 1ª etapa do projeto, com 150 km de extensão na Região do Cariri. Somente esta primeira etapa beneficiará mais de 1 milhão de pessoas de 18 municípios do Sul do Estado. O investimento total da obra é de R$1,5 bilhão, sendo R$1,1 bilhão do Governo Federal e 400 milhões como contrapartida do Governo do Estado.

Radutora3) Adutoras Emergenciais
O programa é destinado ao abastecimento emergencial de municípios com menor vascularidade hídrica. Na fase 1 do programa foram implantadas 10 adutoras, beneficiando cerca de 371 mil pessoas, com investimento de R$ 33 milhões. Na fase 2, outros 6 municípios receberam sistemas de abastecimento ao custo de R$ 15,4 milhões com 104 mil pessoas beneficiadas. Na fase 3, ao custo de R$ 149 milhões, 11 municípios foram beneficiados, com total de 286 mil habitantes. Na fase 4, que aguarda recursos do “PAC Seca”, serão beneficiados 19 municípios, com investimentos de R$ 152 milhões.

Rdessalesse4) Programa Água Doce
Programa do Ministério do Meio Ambiente (MMA), com contrapartida do Governo do Estado, irá implantar 222 equipamentos para dessalinização de água em poços artesianos. O produto da dessalinização será destinado preferencialmente ao consumo humano, beneficiando mais de 80 mil cearenses de 44 municípios. O investimento é de R$ 44 milhões entre repasses federal e estadual.

Rpoço15) Perfuração de poços
De 2007 até o ano passado, o Governo do Estado perfurou, por meio da Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), 2.353 poços profundos nas mais variadas regiões do Ceará. Os poços profundos atendem principalmente às chamadas “populações difusas” (que residem em áreas remotas das zonas rurais dos municípios).

açude6) Açudes
A Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh) monitora 149 açudes, com capacidade total de 18.793.760.343 m³, o que representa 90% de acúmulo de água do Estado. Desse total, 64 reservatórios são federais (em parceria com o DNOCS), 76 são estaduais, 7 municipais e 2 particulares. Desde 1996, a Cogerh é responsável pelo fornecimento de água bruta para a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), através de um sistema integrado pelos açudes: Aracoiaba, Pacajus, Pacoti-Riachão, Gavião e Acarape do Meio e seis estações de bombeamento.

RCisterna de placa7) Cisternas
Sistemas complementares de abastecimento de água, as cisternas são essenciais para manter a qualidade de vida do povo cearense, especialmente no interior do estado. Atualmente estão instaladas em todo o Ceará, 36.638 cisternas de polietileno, 49 mil cisternas de placa e 1.500 cisternas de enxurrada. Em construção, estão outras 46.447 cisternas de placa e 11.873 cisternas de enxurrada. Dentro do Governo do Estado, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário é a responsável por gerenciar essas ações, muitas vezes em parceria com o Governo Federal, através de programas como o Brasil Sem Miséria, o Água Para Todos e o Projeto São José.

Leia mais:
Semana da Água: qualidade é essencial para a saúde
Semana da Água: como funcionam os sistemas complementares de abastecimento
Semana da Água: guardar água aumenta risco de dengue. É preciso ter cuidados
Semana da Água: Terminal Portuário reduz gastos com água reutilizando efluentes
Semana da Água: Cagece realiza ações com o Teatrinho de Bonecos
Semana da Água: Governo do Estado realiza leilão reverso para contração de obras e serviços de abastecimento

22.03.2015

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898