Postos vacinam contra sarampo até aos 49 anos

6 de Abril de 2015

Todos os homens e mulheres até 49 anos devem se vacinar contra o sarampo, independente das campanhas de vacinação. A imunização contra a doença é prevista no Calendário Nacional de Vacinação e ocorre no dia a dia dos postos de saúde. A campanha de intensificação da vacinação contra o sarampo em Fortaleza e Caucaia objetiva interromper o surto da doença que determinou a antecipação da vacinação para crianças a partir dos 6 meses, conforme orientação do Ministério da Saúde. Com isso, em todos os municípios do Estado, independente de campanha, as crianças devem tomar a primeira dose da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, logo aos 6 meses de vida, a segunda dose ao completarem 1 ano e, com 1 ano e três meses, uma dose da vacina tetra viral.

O Brasil ainda realiza campanhas de seguimento contra o sarampo desde 1995, com a vacinação de população alvo específica que, na grande maioria das vezes, abrangeu as crianças de um a quatro anos de idade. Foram realizadas seis grandes campanhas de seguimento contra o sarampo, que aconteceram com intervalos que variaram entre dois e quatro anos, conforme a situação epidemiológica vigente. A última campanha de seguimento ocorreu no ano passado e vacinou crianças de 6 meses a 5 anos incompletos. O objetivo das campanhas de seguimento é resgatar menores de cinco anos ainda não vacinados, corrigir falha primária da vacinação contra sarampo e rubéola e garantir que ao completar 5 anos as crianças estejam imunizadas com três doses. Em todo o país os postos de saúde imunizam no dia a dia homens e mulheres de 10 a 19 anos com duas doses da vacina e, dos 20 aos 49 anos, com uma dose. Os adultos devem se vacinar se não tiverem comprovação da vacinação.

Em Fortaleza e Caucaia, a campanha de intensificação da vacinação contra o sarampo, que prossegue até o dia 18 de abril, está imunizando toda a população na faixa etária de 5 a 29 anos dos dois municípios. A ampliação da faixa etária para a vacinação contra o sarampo se deve à alta incidência da doença na população com essa idade. Até terça-feira, 31 de março, a campanha de intensificação havia aplicado 153.176 doses em Fortaleza e, em Caucaia, 11.144 doses. Nos outros 182 municípios cearenses, a vacinação é permanente em crianças a partir de 6 meses até menos de 5 anos. A vacina é a única forma de se proteger do sarampo. No Ceará, após o início do surto, em 25 de dezembro de 2013, foram notificados 2.352 casos da doença até 25 de março deste ano. Foram confirmados 788 casos, 90 desses no ano de 2015. Há ainda 49 casos em investigação em 12 municípios.

06.04.2015

Assessoria de Imprensa da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias
(85) 9922.2712 / (85) 8801.2382