Até nos ônibus população é chamada a se vacinar contra sarampo

17 de Abril de 2015

Mais de 1 milhão de pessoas que utilizam transportes coletivos em Fortaleza todos os dias estão vendo de perto a mobilização que a Secretaria da Saúde do Estado está fazendo para chamar as famílias à responsabilidade em vacinar as crianças a partir de seis meses de idade, os adolescentes e jovens de até 29 anos contra o sarampo. Nas traseiras dos ônibus que circulam em diferentes linhas estão estampados busdoors, com o chamado ¨quem tem de 6 meses a 29 anos deve ser vacinado¨, mobilizando por onde passam para a importância da vacina na proteção à doença. A campanha de vacinação, que além de Fortaleza, inclui também Caucaia, município da Região Metropolitana, termina neste sábado, 18 de abril, mais um dia ¨D¨ de controle do surto do sarampo. Além da vacinação nos postos de saúde, haverá durante todo o dia de sábado, vacinação em terminais de ônibus, shoppings e supermercados.

 

A capital tem 364 casos de sarampo desde o início do surto em 25 de dezembro de 2013, o maior número de casos confirmados entre os 34 municípios cearenses com casos confirmados. Considerando somente este ano (2015), o total de casos de Fortaleza está abaixo de Caucaia. Enquanto Caucaia confirma 40 casos da doença, Fortaleza tem 37 casos confirmados este ano, como mostra o último boletim epidemiológico elaborado e divulgado pela Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde da Secretaria da Saúde do Estado. A incidência em Caucaia é de 96,8 por 100.000 habitantes. Em Fortaleza, a incidência está em 14,6.

 

Em Caucaia, o maior número de casos confirmados de sarampo está na faixa etária da primeira infância. Onze dos 40 casos confirmados este ano são crianças de seis meses até 1 ano de idade. Por isso, um dos objetivos da campanha de vacinação é garantir a primeira dose da vacina já em crianças com seis meses. Antes do surto da doença que existe em vários países da Europa, como a Alemanha, Itália e Holanda, chegar ao Ceará, a primeira dose era quando as crianças completavam 1 ano de vida. Em Caucaia, 10 crianças, entre 1 ano e quatro anos de idade 10 crianças contraíram a doença . Ainda em crianças, na faixa etária de 5 a 9 anos foram confirmados dois casos. Na faixa etária de 10 a 19 anos houve a confirmação de 3 casos.  Saindo da infância e da adolescência, oito jovens de 20 a 29 anos receberam a confirmação de que tiveram sarampo este ano. Entre adultos, de 30 a 49 anos, quatro tiveram a confirmação de que ficaram doentes de sarampo.

 

Não houve nenhum óbito da doença nos 15 meses de surto, mas o sarampo pode matar. É uma doença infecciosa aguda, grave, altamente transmissível. Causa problemas visuais, na audição, e provoca até pneumonia. Além da febre, o sarampo pode apresentar outros sintomas e sinais, como: tosse, coriza, conjuntivite, manchas vermelhas pelo corpo e manchas brancas dentro da boca. Com esses ou alguns desses sinais e sintomas, as pessoas devem procurar imediatamente atendimento na unidade de saúde mais próxima da residência.

 

O melhor é se prevenir. A vacina é a melhor forma de se proteger da doença. É gratuita, garantida pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Quem já teve a doença não precisa se vacinar. Quem tem entre 30 e 49 anos que nunca foi vacinado ou não tem comprovação de vacinação pode ser imunizado em qualquer dia, na rotina dos postos municipais de saúde, independente do período de campanha.

 

 

17.04.2015

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br 
 (85) 3466.4898