Educação: índice mostra que três cidades do Ceará são as melhores em condições de ensino no país

8 de outubro de 2015

Três municípios cearenses obtiveram os melhores resultados no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB). O indicador foi lançado ontem, dia 7, pelo Centro de Liderança Pública, com apoio do Instituto Península, da Fundação Roberto Marinho e da Fundação Lemann. O IOEB abrange desde a educação infantil ao ensino médio, das redes públicas e privadas. De acordo com o estudo, Sobral, Groaíras e Porteiras são as cidades que oferecem as melhores condições de ensino no país. Numa escala de zero a dez, elas obtiveram 6.1, 5.9 e 5.9, respectivamente. No ranking de estados, o Ceará é o quarto com indicador 4.6.

O índice reúne informações de resultados educacionais, medidos pelo Ideb nos anos iniciais do ensino fundamental e finais do ensino fundamental, além da taxa líquida de matrícula do ensino médio – e insumos educacionais, verificados através da escolaridade dos professores, do número médio de horas aula/dia, da experiência dos diretores e da taxa de atendimento na educação infantil.

O coordenador de Cooperação com os municípios da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), Henrique Cézar Martins, explica que a Seduc irá analisar os dados apresentados e considerou interessante a metodologia porque amplia o olhar para outros aspectos da rede. “O resultado não foi uma surpresa. Esses municípios já são destaque em nossas avaliações”, ressaltou o gestor que coordena as ações do Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC).

De acordo com os resultados do Sistema Permante de Avaliação da Educação do Estado do Ceará (Spaece) de 2014, 84,6% dos alunos do 2º ano do ensino fundamental encontram-se alfabetizados ao término dessa série. Em 2007, esse percentual era de apenas 39,9%. Entre os anos de 2007 e 2014, é possível verificar que houve uma redução de percentual de alunos não alfabetizados ao final do 2º ano. Caiu de 32,8% para 0,6%.

O PAIC iniciou suas atividades, em 2007, com a meta de garantir a alfabetização dos alunos matriculados no 2º ano do Ensino Fundamental da rede pública cearense. A partir de 2011, para expandir essas ações ao 3º, 4º e 5º anos, foi lançado o Programa Aprendizagem na Idade Certa (PAIC +5).

Com a implementação do PAIC, os municípios passaram a contar com apoio técnico e financeiro para a gestão municipal, avaliação, formação de professores, aquisição de material didático e de apoio pedagógico.

Henrique atribui essa melhoria que vem ocorrendo nos níveis de alfabetização e dos primeiros anos do ensino fundamental alcançada no Ceará deve-se à boa combinação dos esforços de todos os municípios com o apoio estadual e a cooperação do Ministério da Educação.

06.10.2015

Jacqueline Cavalcante
Assessora de Imprensa da Secretaria da Educação
85 3101.3972 | 98845.5185
jacquelinec@seduc.ce.gov.br

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado Ceará
Casa Civil / 85 3466.4898