Governador recebe Missão do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA)

20 de outubro de 2015

O Governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, recebeu uma Missão formada por 11 técnicos de vários países como a Índia, China, Holanda e a Itália, representando o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) na manhã de hoje (20), no Palácio da Abolição. A Missão, que teve seu encerramento hoje, desembarcou em Fortaleza para uma visita técnica ao projeto Dom Hélder Câmara (PDHC) e avaliações independentes aos projetos do FIDA no Brasil.

“Como ex-secretário do Desenvolvimento Agrário sei como o Projeto é importante para o fortalecimento dos agricultores. O FIDA tem o objetivo de assistência desse público, gerando oportunidades de renda. R151020 FIDA MG 0006Agora, como governador tenho o compromisso maior ainda com o segmento e garanto dar sequência com mais velocidade ao projeto”, garantiu o governador.

A vice-presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Lakshmi Menon, disse que o Governo do Estado foi fundamental para a evolução do FIDA no Brasil e elogiou o governador Camilo no compromisso com a classe agrícola. “A transparência e o compromisso do seu mandato com o segmento tem tudo a ver com o FIDA, que prioriza a transparência com os beneficiados”, concluiu.

Participaram também do encerramento da Missão o secretário adjunto do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Wilson Brandão; o secretário executivo do Desenvolvimento Agrário, Felipe Pinheiro, a Coordenadora do Programa Paulo Freire, Íris Tavares; e o representante do Projeto Dom Hélder Câmara do MDA, Espedito Rufino. Segundo o secretário Wilson Brandão, a SDA participa ativamente de todo processo de avaliação do FIDA no Brasil e tem um diagnóstico de que hoje é preciso avançar na questão do reuso de água. “Estamos em conversação com o FIDA para que os projetos de reuso sejam financiados dentro do programa Paulo Freire. Com a ajuda do FIDA poderemos avançar com rapidez na implementação do projeto”.

151020 FIDA MG 0111

Visitas Técnicas  

O primeiro dia da visita foi realizado no município de Caraúbas, no Rio Grande do Norte, no Assentamento Santa Agostinha, onde os técnicos avaliaram os projetos com manejo da caatinga, apicultura/entreposto de mel, produção de cosméticos do grupo de jovens; sistema de reuso de água cinza para produção de alimentos (Bioágua Familiar), creche, abastecimento de água, barragens subterrâneas, cisternas de placa, criação e comercialização de galinhas, entre outros.

No segundo dia, o grupo visitou o Assentamento Galho de Angico, onde conheceram as propostas em andamento que atuam nas áreas de horta e pomares, sistema de reuso de água cinza para produção de alimentos (Bioágua Familiar), criação de galinhas e caprinos, fábrica de doces, reciclagem de resíduos sólidos entre outros.

Missão FIDA

Em junho de 2015, o Ceará foi escolhido para ser visitado por uma equipe de consultores com a missão de avaliar o Programa FIDA no Brasil e naquele período houve a visita de campo nas comunidades selecionadas do Projeto Paulo Freire. Esta Missão foi uma continuidade daquela iniciativa. Foi um encontro de avaliação do Programa FIDA no Brasil e visita/intercâmbio. O projeto é executado em parceria com o MDA/SDT. O PDHC está agora em sua fase II, iniciada em agosto de 2014, com vigência até setembro de 2020.

Paulo Freire

Tanto o Projeto Paulo Freire/SDA e o Projeto Dom Hélder Câmara/MDA/SDT são financiados pelo FIDA. A primeira fase do PDHC I foi finalizada em 2014. A fase I do projeto abrangeu 77 municípios em seis estados do Nordeste e iniciou-se em 2001, com encerramento em 2011. A fase I do projeto teve um custo total de US$ 99 milhões, com financiamento do FIDA de US$ 25 milhões. A fase II do Dom Helder tem um custo total de US$ 125 milhões, com contribuição do Governo Federal de US$ 82 milhões e US$ 25 milhões dos beneficiários. O aporte do FIDA, incluindo recursos do Spanish Trust Fund, é de US$ 18 milhões. A fase dois do Projeto irá abranger 129 municípios em sete estados do Nordeste, com um público beneficiário de 79.000 famílias.

Os sete estados atendidos em nove territórios da cidadania do nordeste brasileiro são Sergipe, Alagoas, Piauí, Pernambuco (dois territórios), Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará (dois territórios). No Ceará, o Projeto Dom Helder II atua no Sertão do Inhamuns e no Sertão Central. O valor do financiamento é de R$ 20 milhões/ano. A Unidade de Gestão do Projeto Paulo Freire está inclusa na SDA que é a pasta responsável pelo cumprimento do acordo e deve garantir a execução plena das ações e atividades previstas no PPF.

Fotos: Carlos Gibaja

20.10.2015

Aécio Santiago
Assessor da Secretaria de Desenvolvimento Agrário
85 3101.8105 | 98723.1539
aecio.santiago@sda.ce.gov.br | asscom@sda.ce.gov.br

Marina Filgueiras
85 98730.6462 | 3101-8137
marina.filgueiras@sda.ce.gov.br

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado Ceará
85 3466.4898