Mais de 640 mil testes do pezinho feitos em 2015 pelo Lacen

8 de janeiro de 2016

Identificar e intervir precocemente doenças no período neonatal é vital para dar início ao tratamento dos casos diagnosticados. Fibrose cística, hipotireoidismo congênito, doença falciforme, fenilcetonúria, hiperplasia adrenal congênita e a deficiência de biotinidase são patologias diagnosticadas pelo teste do pezinho, exame realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), da rede pública do Governo do Estado. Atuando com cobertura nos 184 municípios do Estado, o Lacen, em 2015, realizou 644.004 exames em 110.710 crianças triadas. Número superior a 2014, com 405.688 testes feitos, em 105.714 bebês triados. O aumento no número de testes de pezinho foi de 54,74% em comparação com 2014.

O laboratório tem sido ano após ano habilitado pelo Ministério da Saúde a realizar novas fases da triagem neonatal, através do teste do pezinho. Quanto mais precoce o diagnóstico, melhor o prognóstico e a taxa de sobrevida. O teste é feito a partir de gotas de sangue colhidas do calcanhar do recém-nascido. A identificação precoce de doenças permite evitar o aparecimento dos sintomas, através do tratamento apropriado. Por isso, recomenda-se realizar a coleta para o teste imediatamente entre o terceiro e o quinto dia de vida do bebê e as amostras de sangue devem chegar o mais rápido possível ao Lacen. O tempo entre a coleta e a realização do teste é de importância vital para começar o tratamento dos casos diagnosticados, que deve iniciar antes dos primeiros 30 dias de vida.

Na rede pública da Secretaria da Saúde do Estado, os hospitais que garantem o teste do pezinho a todas as crianças que nascem em suas unidades ou são internadas na UTI neonatal são, em Fortaleza, o Hospital Infantil Albert Sabin, o Hospital Waldemar Alcântara, o Hospital Geral César Cals, o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), o Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar e, no interior, o Hospital Regional Norte (HRN), que fica em Sobral.

08.01.2016

Assessoria de Imprensa – Lacen/ CIDH /IPC
Suzana de Araújo Mont’Alverne – (85) 3101.1488 ou 99802.6980
suzana.alverne@lacen.ce.gov.br

Ana Martins
Gestora de Célula / Monitoramento

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br  / 85 3466.4898