Energia eólica: Implantação de empresa em Aquiraz movimenta cadeia produtiva do setor

18 de janeiro de 2016

O Ceará passa a sediar, a partir desta segunda-feira (18), a produção de turbinas eólicas, por meio da implantação da primeira unidade brasileira da empresa Vestas no município de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza. A inauguração acontece às 16h, com a presença do governador do estado, Camilo Santana; do titular da Secretaria da Infraestrutura-Seinfra, André Facó e o secretário adjunto de Energia, Mineração e Telecomunicações da Seinfra, Renato Rolim.

A chegada da companhia dinamarquesa, que trabalha exclusivamente com energia eólica e tem certificação de conteúdo local do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, decorre de parceria com Governo do Estado no fomento à cadeia produtiva do setor. “Em se tratando de energia renovável, o Ceará possui inegável atratividade natural por conta dos ventos. Além disso, o Estado se preocupa em ser confiável e seguro para esse tipo de empreendimento”, ressalta André Facó. “Conseguimos ser atrativos por conta de uma gestão eficiente aliada a uma política sólida de fomento para o setor”, complementa o titular da Seinfra.

A nova fábrica da Vestas será responsável pela fabricação da “nacele”, que compõe a turbina eólica e é o equipamento responsável pela transformação da energia. “Acreditamos que, tendo esta produção em território cearense, tenhamos preços mais vantajosos, por se tratar de conteúdo local. Isso fará com que possamos atrair mais investidores, como fabricantes de rotores e empresas de fundição responsáveis pela fabricação de outras peças eólicas específicas”, pontua o secretário adjunto Renato Rolim. “ A instalação de uma empresa do porte da Vestas no Ceará corrobora a nossa visão de futuro, no que tange energia renovável, que é de sermos, a médio prazo, o estado brasileiro mais atrativo para empreendimentos de energia limpa”, declara André Facó. Atualmente o Ceará já produz pás eólicas, por meio da empresa Aeris, em Caucaia; e torres, pelas fabricantes Tecnomaq, Wobben e Cortez Engenharia.

Matriz energética

A transformação da energia do vento em energia útil por meio das usinas eólicas se configura, hoje, como a segunda principal fonte de energia do Ceará. A capacidade de geração é de 1.233 MW, atrás apenas das térmicas, que têm 1.953 MW de potência. Ao todo, 44 parques eólicos estão em funcionamento e 21 em construção no Estado, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel.

18.01.2016

Marco da Escóssia
Assessor de Imprensa da Secretaria da Infraestrutura
85 98898.4318 / 85 3216.3764
marco.escossia@seinfra.ce.gov.br 

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado Ceará
(85) 3466.4898