Pacto por um Ceará Pacífico: Sesi inaugura escola de Educação Básica e Profissional

18 de janeiro de 2016


O curso de Educação Básica e Profissional (Ebep) terá duração de três anos, compreendendo todo o ensino médio, ofertado pelo Sesi, e ainda a formação técnica, ofertada pelo SENAI

O governador Camilo Santana participou, na manhã desta segunda-feira (18), da inauguração da primeira escola de Educação Básica e Profissional (Ebep) do Serviço Social da Indústria (Sesi) no Ceará, no bairro Parangaba. O equipamento, que beneficiará majoritariamente os filhos dos trabalhadores da indústria, está inserido na proposta do “Pacto por um Ceará Pacífico”, ação integrada entre os poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, sociedade civil e iniciativa privada, visando a prevenção da violência e a cultura de paz.

 

“Não poderia deixar de prestigiar esse momento importante da Sesi. São 240 alunos e esse número será dobrado. O melhor caminho para que possamos fazer uma sociedade mais justa é através da educação, ter uma escola de qualidade, perspectiva de futuro. E essa escola tem uma grande estrutura, terão aulas em dois turnos. Além de fazer o curso, vocês serão qualificados para atender a demanda do mercado profissional. Temos um grande desafio que é a segurança pública e por isso criamos o ‘Pacto por um Ceará Pacífico’, pois compreendemos que não é só com polícia que se resolve esse problema. E a educação é o primeiro caminho para isso”, disse o governador Camilo Santana.

 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Beto Studart, elogiou a iniciativa do governador ao focar na educação como forma preventiva da violência. “O Sesi, o Senai estão dispostos a trabalhar essas cabeças brilhantes, dos trabalhadores da indústria que tanto se dedicam e têm um belo futuro. E é impulsionado pela iniciativa do ‘Pacto por um Ceará Pacífico’, idealizado pelo governador, que vamos tocar esse projeto. Vamos levar cada aluno para fazer o Enem e sei que eles vão fazer bonito, é só querer. Vamos formar 480 jovens até o fim do semestre. Eu viajei pelo Ceará e vi muitas diferenças. Precisamos ter um Ceara igual, essa é a palavra de ordem do governador, e sabemos que o crescimento depende da educação”, disse.

 

Rômulo de Souza Farias, 15 anos, é um dos estudantes da escola e se mostrou muito contente pela oportunidade. “Aqui tem uma estrutura que nem de longe o colégio onde eu estudava antes tinha. Aqui tem laboratórios de primeira qualidade. Além de aprender as matérias normais, é uma honra aprender coisas que vão nos capacitar profissionalmente”, disse.

Quem também vai usufruir da escola é Marília Fernandes Bezerra, que destacou motivação extra para os estudos. “Achei uma ideia excelente dar esse benefício a mim e muitos colegas que temos pais que trabalham na indústria. Devemos muito a eles e uma forma de retribuir é estudando e tirando boas notas. Com certeza ter uma escola toda essa estrutura nos dá um ânimo a mais para isso”, disse.

Capacitação
O curso de Educação Básica e Profissional (Ebep) terá duração de três anos, compreendendo todo o ensino médio, ofertado pelo Sesi, e ainda a formação técnica, ofertada pelo SENAI, nas áreas de Têxtil e Vestuário, Construção Civil e Metalmecânico. As aulas tiveram início já nesta segunda-feira (18).

A ideia é articular o ensino médio com o profissionalizante para preparar os jovens para o êxito acadêmico, mas sem deixar de lado a capacitação para o mercado de trabalho. No primeiro ano, os alunos cursarão a carga horária normal da matriz curricular do Ensino Médio, somado a oficinas de aprendizagem, atualidades, oficinas tecnológicas, artes e dança. No segundo ano, seguem as aulas do Ensino Médio, mas com foco direcionado para as ciências aplicadas, e começa o curso de Iniciação Profissional do Senai, nas áreas de Construção Civil, Metalmecânica e Têxtil e Vestuário. No terceiro ano, por fim, os alunos concluem a carga horária do Ensino Médio e fazem o curso Técnico do Senai nas áreas já citadas.

A equipe pedagógica é composta por assessores técnicos em educação, diretor escolar, coordenação pedagógica, psicóloga e professores.

Fotos: Marcos Studart e Carlos Gibaja
Vídeo: Weberte Lemos

18.01.2016

Thiago Sampaio
Repórter / Célula de Reportagem

Ciro Câmara
Gestor de Célula / Secretarias
ciro.camara@casacivil.ce.gov.br

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil

comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898