Alternativas penais são tema de seminário e audiência pública

15 de março de 2016

Nos dias 17 e 18 de março, órgãos ligados à justiça e aos direitos humanos debaterão o assunto.

O número de pessoas que ingressam no sistema penitenciário pode ser reduzido através de medidas cautelares, audiências de custódia ou trabalho externo. Esses e outros modelos alternativos ao encarceramento serão tema do I Seminário Estadual de Alternativas Penais, que tem o objetivo divulgar e incentivar a aplicação das formas alternativas à resolução de conflitos e ao aprisionamento no estado do Ceará.

O encontro será realizado nos dias 17 e 18 de março, de 9h às 17h, no Centro de Treinamento Professor Antônio de Albuquerque, e é promovido pelo Fórum de Alternativas Penais, composto pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus),  Vara de Execução de Penas Alternativas e Habeas Corpus de Fortaleza, Pastoral Carcerária, Igreja Batista, dentre outros órgãos e setores.

A abertura do evento terá a presença da vice-governadora Izolda Cela, do secretário da Justiça e Cidadania, Hélio Leitão, e do assessor técnico da diretoria de políticas penitenciárias do Departamento Penitenciário Nacional (Depen/MJ), Marcus Rito.     
 

Nos dois dias, serão realizadas mesas de discussões com temas como o Pacto por um Ceará Pacífico, a relação entre mídia e alternativas penais, e justiça restaurativa, entre outros.

O encerramento do seminário, no dia 18, a partir das 14h, será com a realização da sexta audiência pública do projeto Transformação e Humanização do Sistema Prisional. O encontro ‘Alternativas penais: desencarceramento e outras medidas’ conta com a mediação de Elton Gurgel, coordenador da Central de Alternativas Penais da Sejus (CAP) e com a participação de representantes de universidades, da sociedade civil, TJCE, Ministério Público, Defensoria Pública, Assembleia Legislativa, OAB, Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), além da Pastoral Carcerária e da Central Única das Favelas (Cufa/Ce).

Serviço:

– I Seminário Estadual de Alternativas Penais, dias 17 e 18, 9h às 17h

– 6ª audiência pública do projeto Transformação e Humanização do Sistema Prisional, dia 18, às 14h

Local: Centro de Treinamento Professor Antônio de Albuquerque (Rua Adolfo Moreira de Carvalho, s/n, bairro Edson Queiroz)

Programação:

Dia 17/03

9h00  ABERTURA
Vice-governadora, Maria Izolda Cela de Arruda Coelho, secretário da Justiça e Cidadania, Helio Leitão, e representantes do TJCE, do Ministério Público, Defensoria Pública, Poder Legislativo, OAB e da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social

10h00 – PANORAMA DA POLÍTICA DE ALTERNATIVAS PENAIS NO BRASIL
14h – ALTERNATIVAS PENAIS NO ESTADO DO CEARÁ

15h30 – MÍDIA E ALTERNATIVAS PENAIS

Dia 18/03

9h00 – PENAS E MEDIDAS ALTERNATIVAS
10h30 – MEDIAÇÃO E JUSTIÇA RESTAURATIVA
14h00. AUDIÊNCIA PÚBLICA

15.03.2016

Assessoria de Comunicação
Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará
– (85) 3101-2862 www.sejus.ce.gov.br
email: ascom.sejus@gmail.com
twitter:@sejus_ce
facebook: sejusceara

Ciro Câmara / Wania Caldas
Gestores de Célula / Secretarias e Conteúdo

Coordenadoria de imprensa do Governo do Estado
Casa Civil / comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898