Cidadão Instigado apresenta show ‘Fortaleza’, neste domingo (17), no Anfiteatro do Dragão do Mar

12 de julho de 2016

A banda cearense Cidadão Instigado faz show neste domingo (17), às 19h, no Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. A apresentação traz as músicas do quarto e último álbum, Fortaleza. No mesmo dia, às 18h, o Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco exibe “Guardo tudo nas lembranças que é pra nunca desistir”, na Sala 2. Com direção de Ivo Lopes Araújo, o filme é uma colagem de fragmentos do processo de feitura do álbum Fortaleza.

Em 2016, faz 20 anos desde que um grupo de jovens músicos se reuniu em uma garagem na Varjota, bairro de Fortaleza cruzado pela linha do trem que leva até as velas do porto do Mucuripe. Ali, congregados ao redor das canções de Fernando Catatau, nascia o Cidadão Instigado.

Desde aquele distante ano de 1996, os integrantes desta banda ganharam o mundo como músicos, artistas e produtores: Clayton Martin, Dustan Gallas, Fernando Catatau, Regis Damasceno, Rian Batista e Yury Kalil – nomes tarimbados no meio musical. Juntando todos os lugares por onde os seis integrantes passaram, temos nomes como Arnaldo Antunes, Céu, Otto, Vanessa da Matta, Karina Buhr, Júpiter Apple… Mas, é quando tocam juntos, no Cidadão Instigado, que acontece algo único – uma sonoridade específica que ganhou críticos e admiradores e que pode ser escutada em discos como “O ciclo da decadência” (2002), “Cidadão Instigado e o método túfo de experiência” (2005) e “Uhuu” (2009).

Os percursos que fizeram individualmente, assim como em conjunto, acumulam bagagem, que, unificada, é decantada em “Fortaleza”, novo disco da banda (2015). Enquanto olhavam pela janela, vendo esta longa estrada de 19 anos se desenrolar, mudanças radicais aconteceram na paisagem. O que estava lá não está mais, o que havia deixou de ser. Essa longa estrada os traz de volta à garagem, agora pesados da bagagem, mas despidos de artifícios.

“Fortaleza” é um disco cru, um nervo exposto pela carne rasgada que carrega a descrença, o espanto de quem volta para casa do exílio e encontra a paisagem familiar transmutada. Canções diretas, riffs precisos, poesia livre e questões pessoais. Apesar de certa agressividade inerente ao rock’n’roll, as canções e interpretações não perdem uma entrega e uma vulnerabilidade que aproximam o ouvinte e que são marca registrada da banda.

O disco, que resgata influências iniciais, fala sobre como as coisas nunca mudam apesar de mudarem sempre. Mais velhos, mais cansados, mas não mais cínicos, os garotos de 1996 voltam para a garagem para renovar seus votos de amor ao lugar de onde partiram. Por “lugar” não designamos um ponto no espaço, mas um ponto no tempo. Não é nostalgia, é quase saudade – é um olhar para trás de banda de olho.

SERVIÇO

Show Fortaleza – Cidadão Instigado

Quando: domingo, dia 17 de julho de 2016
Hora: às 19h
Onde: Anfiteatro do Dragão do Mar
Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia). À venda na bilheteria do Dragão (das 14h às 20h).

Filme “Guardo tudo nas lembranças que é pra nunca desistir”

Quando: domingo, dia 17 de julho de 2016
Hora: às 18h

Onde: Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco (Sala 2)
Ingressos: R$ 6 e R$ 3 (meia).

 

12.07.2016

Luar Maria Brandão
Assessoria de Comunicação
Instituto Dragão do Mar (Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, Centro Cultural Bom Jardim e Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho)
Telefones: +55 85 3488.8625/ +55 85 98970.8081

Assinatura coornenadoria matérias