Ceará completa um ano sem sarampo e recebe certificação da OMS

20 de julho de 2016


Representantes da OMS reuniram-se com o governador Camilo Santana para comunicar a certificação da “sustentabilidade da interrupção do sarampo no Estado”

WEB 160720 SAUDE SARAMPO MG 3120“Só temos a parabenizar o Ceará por ter alcançado esta importante meta. Que sirva de exemplo para outros estados e países da América Latina”, citou Merceline Dalh-Regis, presidente do Comitê de Sustentabilidade do Sarampo, da Organização Mundial da Saúde (OMS/Opas), em reunião com o governador Camilo Santana nesta quarta-feira (20). Neste mês de julho, o Estado completou um ano sem registro de casos da doença.

A comissão da OMS, que conta ainda com técnicos do Ministério e da Secretaria da Saúde, certificou a “sustentabilidade da interrupção da cadeia de circulação do sarampo”. “Esse foi um trabalho em equipe, com uma parceria muito forte principalmente WEB 160720 SAUDE SARAMPO MG 3124com os municípios. Graças ao esforço conjunto, conseguimos alcançar essa importante meta. Mesmo assim, o trabalho de vigilância deve ser contínuo”, disse o governador Camilo Santana.

Em setembro do ano passado, durante evento em Brasília, o Ministério da Saúde já havia anunciado a erradicação do sarampo no Ceará. Porém, para obter o certificado de sustentabilidade da interrupção da doença, a OMS leva em consideração o período de um ano do último caso, registrado no estado em 6 de julho de 2015.

“Caso não houvesse esse importante movimento integrado no Ceará, com certeza hoje não estaríamos tendo esse êxito para combater o sarampo. Para mim, era um desafio pessoal interromper esse ciclo e só temos a agradecer ao Governo do Ceará pelo trabalho”, afirmou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues.

O secretario da Saúde do Estado, Henrique Javi, citou ainda a importância do envolvimento da população na vacinação contra a doença. “Esse é um momento muito especial para o Ceará. Completamos um ano da data em que eliminamos a cadeia de circulação do sarampo. Isso foi possível também graças ao envolvimento fundamental da população e dos municípios”.

Evento

Durante a manhã desta quarta-feira, em Fortaleza, os representantes da OMS/Opas e Ministério da Saúde participaram de encontro com autoridades locais e nacionais da saúde para avaliar a situação do sarampo e da rubéola no Brasil. Na ocasião foi atestada a sustentabilidade da interrupção do sarampo no Estado.

Além dos integrantes da comitiva da CIE, que ainda inclui o chefe da Unidade de Imunizações da OPAS-WDC, Cuauhtemoc Ruiz Matus, e as consultoras regionais da OPAS para o sarampo em Washington, Desiree Pastor e Pamela Bravo, participam da reunião a presidente do Comitê Nacional de Eliminação do Sarampo e Rubéola (CNE), Rosane Will, a coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde (CGPNI/MS), Carla Domingues, o coordenador-geral de Doenças Transmissíveis (CGDT/MS), Sérgio Nishioka, e a representante da Unidade de Família, Gênero e Curso de Vida da área de imunopreveníveis da OPAS, Samia Samad, que participaram e colaboraram para a interrupção da epidemia de sarampo no Ceará.

20.07.2016

Thiago Cafardo / Porta-Voz do governador

Fotos: Carlos Gibaja / Governo do Ceará


Expediente coordenadoria-01