Projeto “Viva o Parque” agita famílias cearenses a partir deste domingo no Cocó

4 de novembro de 2016

A secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema), por meio da Coordenadoria de Educação Ambiental e Articulação Social (Coeas), inicia no dia 6 de novembro, no Parque do Cocó, e 13 de novembro, no Parque Botânico, o Projeto Viva o Parque. A abertura ocorre no Cocó, neste domingo, às 9h. Ao todo, serão realizadas 48 edições. “Todos os domingos, a população poderá usufruir de atividades lúdicas, esportivas e culturais nos dois parques. O Governo oferece, com isso, uma opção de lazer de qualidade”, explicou o titular da Sema, Artur Bruno.

Com relação ao arvorismo, essa atividade ocorrerá exclusivamente no Cocó, com um total de 110 edições, aos sábados, domingos e feriados. O principal objetivo é reunir nesses locais vários serviços e ações de entretenimento, uma iniciativa aberta para toda a população, que desfrutará de um domingo diferente, das 7h ao meio dia.

No caso do Parque Botânico, a empresa Vitória oferecerá uma linha de ônibus especial aos domingos, de Caucaia até aquela Unidade de Conservação, facilitando o acesso da comunidade àquele equipamento.

O Projeto Viva o Parque oferece atividades gratuitas para adultos e crianças, unindo as famílias, dentre elas: tai chi chuan, yoga, biodança, zumba aeróbica, dança de salão, capoeira, slackline e apresentações culturais. A criançada, por sua vez, participará de brincadeiras, jogos coletivos, aulas de circo, pintura facial, contação de histórias, teatro de bonecos, teatro de rua, malabares e arvorismo.

O secretário do meio ambiente afirma que a ideia é proporcionar aos cidadãos uma oportunidade de passar um dia diferente com a família, bem como manter contato com a natureza, uma vez que os parques oferecem “um ambiente agradável e equipamentos para a prática do esporte e recreação”.

ATIVIDADES PRINCIPAIS

Massoterapia- Realizada em cinco cadeiras de quick massagem por profissionais qualificados. Duração mínima: 10 minutos.

Tai Chi Chuan – Duas aulas com duração mínima de 40min cada, ministradas por um profissional qualificado.

Yoga – Duas aulas com duração mínima de 40min cada, ministrada por um profissional qualificado.

Biodança – Duas aulas com duração de 40min cada.

Zumba – Duas aulas com duração mínima de 40min cada.

Aeróbica – Duas aulas com duração mínima de 40min cada.

Dança de salão – Duas aulas com duração mínima de 40min cada.

Aula de capoeira – Uma aula ministrada por grupo com experiência. Duração mínima: 1 hora.

Slackline – Disponibilização de três slacklines, acompanhados de instrutores com experiência.


TRILHAS, OFICINAS COM PLANTAS E RESÍDUOS SÓLIDOS

O projeto contará com trilhas guiadas por profissional qualificado e apto a descrever a biodiversidade do Parque, mostrando a importância da preservação da natureza. Serão contadas lendas e histórias locais do parque, com duração mínima de 40 minutos.

O evento também vai explorar a o plantio de árvores, oficina de produção de mudas, jardinagem, horta vertical, oficina de bomba de sementes e defensivos. Cada oficina terá duração de 40 minutos. Já a oficina com resíduos sólidos apresentará a reutilização de materiais recicláveis, separação de lixo e compostagem.

PROGRAMAÇÃO INFANTIL E ARTÍSTICO-CULTURAL

O público infantil contará com brincadeiras tradicionais (bola de gude, peão, pipa, elástico, pega-pega, ciranda), jogos coletivos (corrida de saco com revezamento, banderinhas, carimba etc). Haverá, ainda, oficinas de maquiagem, pintura facial, palhaços, malabares e ginástica. As apresentações artístico-culturais, realizadas por grupos experientes que trabalham as manifestações regionais por meio da música e da arte, tais como maracatu, reizado, forró pé de serra, dança do coco e repentistas.

RParque Botânico 1

04.11.2016

Demétrio Andrade
Jornalista
085.8814.8286
@demetrioandrade
/DemetrioFarias

Expediente imprensa 10out-01