Centro de Equoterapia da PMCE promove Semana Olímpica para mais de 40 crianças

23 de novembro de 2016

Para 45 crianças cearenses as Olimpíadas não ficaram só no Rio de Janeiro, mas chegaram ao Ceará e estão fazendo a alegria da garotada que participa da Semana Olímpica do Centro de Equoterapia da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE). São crianças com diagnósticos variados, com algum tipo de deficiência, que fazem tratamento terapêutico com os cavalos da PM. O evento, promovido pelos militares, segue por toda esta semana e “não é brincadeira, não”, enfatiza Nara Chagas, coordenadora do Centro de Equoterapia, ao contar que são provas com obstáculos e muita superação.

A competição ocorre durante as manhãs, das 8 às 10 horas. A cada dia são nove praticantes diferentes, enfrentando obstáculos em um percurso a cavalo e em atividades com bolas. “As provas variam de acordo com as limitações de cada participante”, explica Nara, ao destacar que o importante é o envolvimento de todos. “Eles estão adorando. É a primeira vez que fazemos a Semana Olímpica e queremos continuar”, comemora a tenente, que projeta a Semana Olímpica do Centro de Equoterapia da PMCE como um evento anual.

A tarefa é realizada em alusão às festas de final de ano e ao encerramento das atividades de 2016. O percurso olímpico é feito pela garotada com o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, composta por profissionais como policiais, fisioterapeuta, psicólogo, educador físico e assistente social, entre outros. Ao término do circuito, a energia gasta é recuperada com um café da manhã organizado em parceria com os familiares das crianças.

Equoterapia

img bd r w sql2As crianças que são assistidas pelo Centro de Equoterapia têm a oportunidade de superar suas dificuldades através do contato com o animal e pela ajuda dos policiais. O tratamento é feito na Cavalaria da PM, que fica na Avenida Washington Soares, no Cambeba, para onde os garotos e garotas vão uma vez por semana. Lá, eles são acompanhados por uma equipe multidisciplinar. Enquanto o paciente segue a cavalo, os policiais fazem a guia do animal e a segurança lateral.

O tratamento dura, no mínimo, dois anos e pode variar de acordo com o diagnóstico. Existem pacientes que já são atendidos há mais de cinco anos e, atualmente, 45 pessoas são beneficiadas pelo projeto. O objetivo é melhorar a coordenação motora e estimular os movimentos. Para ter acesso ao benefício, basta autorização médica e fazer uma pré-inscrição no próprio local. Quando surge uma vaga, a pessoa é chamada e submetida a um trabalho de aproximação com animal.

Serviço

O Centro de Equoterapia da Polícia Militar desenvolve um trabalho de terapia para crianças com deficiência utilizando cavalos. O espaço fica na sede da Cavalaria da Polícia Militar, situada na Avenida Washington Soares, 7250, Cambeba. O telefone para contato é (85) 3101-3581.

23.11.2016

Assessoria de Comunicação da SSPDS
Kélia Jácome
kelia.jacome@sspds.ce.gov.br / (85) 3101.6517

Expediente imprensa 23nov 2016-01