Indústria audiovisual: Ceará participa maior encontro de negócios da América Latina

8 de março de 2017 # # # #

Rimage2 1

Mais de R$ 2 milhões em comercializações são esperados por produtores locais

 

Uma delegação formada por aproximadamente 20 empresas cearenses produtoras de audiovisual e diversos atores do setor representa o Ceará no Rio Content Market, maior encontro de negócios da América Latina entre produtores independentes, profissionais de televisão e mídias digitais. O evento acontece entre os dias 8 e 10 de março, no Rio de Janeiro. O grupo conta com o apoio do Governo do Ceará por meio de um estande da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e da presença da Secretaria da Cultura (Secult).

“Recebemos o pedido vindo da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Audiovisual (CS Audiovisual), criada pela Adece, e não poderíamos deixar de apoiar mais uma vez o setor. A indústria de audiovisual cearense vive um novo momento, gerando empregos com suas produções de qualidade e reconhecimento nacional. É preciso incentivar o setor a fomentar negócios entre os produtores cearenses e a grande mídia”, avalia a presidente da Adece, Nicolle Barbosa.

Conforme o cineasta, diretor da Casa Amarela Eusélio de Oliveira e membro da CS Audiovisual, Wolney Oliveira, a expectativa dos produtores é de concretizar, no mínimo, R$ 2 milhões em rodadas de negócios com emissoras de televisão locais e nacionais. “A tendência é que os números cresçam na medida em que o audiovisual cearense participe desses eventos. Isso também abre janelas para outros eventos internacionais”, pontua.

O Rio Content Market é um dos maiores eventos que a Adece participa atualmente, segundo o diretor de Desenvolvimento Setorial da Adece, Carlo Ferrentini. “Aproximadamente 32 países estão presentes aqui. Todo o setor do audiovisual e os canais de televisão mais importantes estão participando. Estamos expondo o Ceará para todos eles”, diz.

Incentivos ao setor

No início de 2017, a Secult lançou o XIII Edital Ceará de Cinema e Vídeo, que conta com investimento de R$ 17 milhões para projetos de fortalecimento do audiovisual cearense,  sendo R$ 7 milhões em recursos do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, e R$ 10 milhões do Governo Federal, através do Edital de Arranjos Financeiros Estaduais e Regionais, da Agência Nacional de Cinema (Ancine). A secretaria anunciou ainda 20 novas salas de cinema que começarão a ser construídas neste ano, em 10 municípios cearenses. As salas contarão com investimento de R$ 32 milhões, sendo R$ 20 milhões da Ancine e R$ 12 milhões da Secult.

“Acho que as participações da Adece e da Secult são fundamentais dentro desse planejamento estratégico de incentivar o audiovisual cearense. Existem muitos recursos do Governo Federal, mas deve haver o interesse local, o que está acontecendo no governo Camilo Santana”, comemora.

Rio Content Market

O evento é palco de negociações entre players do mercado audiovisual e mais de 1.000 produtoras independentes. Já contou com a participação de mais de 6.000 profissionais de TV e mídias digitais de mais de 30 países, para troca de experiências e rodadas de negócios. Por suas salas passaram mais de 17.000 participantes, executivos, produtores e profissionais da indústria audiovisual, que apresentaram ideias, cases e modelos de negócios relevantes para a formação de parcerias e coproduções.

Representantes dos principais serviços de streaming, como Amazon, Netflix e Hulu explicaram para o público como encomendam conteúdo para suas plataformas. Além disso, executivos de canais como NHK (Japão), Al Arabiya (Emirados Árabes Unidos), Arte (França e Alemanha), TV2 (Dinamarca) e Tooniverse (Coreia do Sul) falaram sobre suas programações. Players que atuam no Brasil mostraram cases de sucesso de produções de branded content.

08.03.2017

Ana Beatriz Sugette
Assessora de Imprensa – Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece)
Telefone: (85) 3457-3330 / 98878-2018
www.adece.ce.gov.br
Twitter: twitter.com/adececeara
Facebook: facebook.com/adececeara

Expediente imprensa 09jan 2017-01