Caminhada encerra Campanha dos 16 Dias de Ativismo

11 de dezembro de 2017 # # #

Rodrigo Cavalcante - Assessor de imprensa da Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres

Com o objetivo de conscientizar e mobilizar a sociedade civil em torno do enfrentamento à violência contra a mulher e pela equidade de gênero, a Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres do Governo do Ceará, em parceria com o Conselho Cearense dos Direitos da Mulher, organizações feministas e movimentos de mulheres, realizaram Caminhada e Ato Público de encerramento oficial da Campanha 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra a Mulher. A ação ocorreu neste domingo, 10, na Praia de Iracema. O ato foi marcado por palavras de ordem, distribuição de material informativo sobre a Lei Maria da Penha e orientação dos equipamentos que compõem a rede de atendimento à mulher e apresentações artísticas.

Para Camila Silveira, titular da Coordenadoria de Políticas para as Mulheres do Governo do Estado, o ato é de suma importância para o fortalecimento do debate em torno do tema. “Durante o calendário de lutas, iniciado em 20 de novembro, realizamos diversas ações em torno de temas como o combate ao racismo, com especial atenção à mulher negra, a feminização da Aids e ao machismo, inserindo no diálogo os homens. Na data em que lembramos o Dia Internacional dos Direitos Humanos, fomentamos também a união, os laços que nos unem em torno da formação de uma sociedade plural, inclusiva e igualitária.”

Na oportunidade, o público presente reforçou a permanente vigilância em torno do enfrentamento as mais diversas violências perpetradas contra as mulheres, seja ela física, moral, patrimonial, psicológica e sexual.

A Campanha – 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher

No Ceará, a campanha iniciou-se em 20 de novembro – Dia da Consciência Negra, sendo encerrada em 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos. Nesse período são destacadas datas importantes no calendário de luta das mulheres, como: 25 de novembro – Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher; 1º de dezembro – Dia Mundial de Luta Contra a Feminização da AIDS e 6 de dezembro – Laço Branco – Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres. Durante a mobilização foram realizadas uma série de atividades e ações de conscientização, como palestras, audiências públicas, rodas de conversa, capacitações de agestes públicos; mesas de debate, articulações institucionais, seminários, blitzes informativas e atividades culturais.